Por iniciativa do deputado Tomba Farias, Central do Cidadão de João Câmara receberá o nome do empresário Josafá Araújo da Costa

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta quinta-feira, 24, projeto de Lei de autoria do deputado estadual Tomba Farias (PSDB) que denomina a Central do Cidadão de João Câmara com o nome do empresário Josafá Araújo da Costa, falecido em julho deste ano. A iniciativa foi aprovada por unanimidade, como forma de homenagear o empresário que em vida muito contribuiu para o desenvolvimento social e econômico daquele município. Também conhecido como “Josafá de Bere”, ele também foi vice-prefeito de João Câmara em 2012, ao lado do então prefeito Vavá.

Em um breve discurso de agradecimento aos deputados que apoiaram o seu Projeto de Lei, Tomba Farias destacou que, em vida, Josafá Araújo da Costa tornou-se referência e exemplo para as novas gerações. “Denominar a Central de Cidadão de João Câmara com o nome de Josafá Araújo da Costa é uma simples homenagem à memória de grande homem forjado pelo trabalho, pela ética e compromisso social. A iniciativa também atende ao pleito do Vereador Daniel Enfermeiro, que tem atuação de destaque na Câmara Municipal daquela cidade”, disse o parlamentar.

Tomba Farias enfatizou ainda a história de sucesso do empresário, que quando jovem vendia água e balas, tornando-se depois um empresário vitorioso, liderando o grupo empresarial “Araújo”, constituído por empresas do ramo de material de construção, posto de gasolina, pousada, entre outros empreendimentos.

“Ele trabalhou duro, se mostrou incansável, não perdeu o foco do que queria conquistar. Foi feirante junto com o seu pai e graças a sua habilidade no trato com as pessoas, logo chamou a atenção de um comerciante local, que o convidou para trabalhar em sua mercearia, da qual chegou a ser gerente. Com o passar do tempo, resolveu instalar o seu primeiro ponto comercial, uma singela mercearia. Em seguida, inaugurou seu primeiro mercadinho e a partir daí, a sua estrela não parou de brilhar”, enfatizou o deputado.

Josafá era casado com a senhora Maria de Lourdes Pinheiro e pai de dois filhos. “É justamente pelo seu exemplo de vida que o seu legado permanecerá para sempre na história da cidade de João Câmara e no estado do Rio Grande do Norte”, finalizou o parlamentar.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

CASO DAS AMBULÂNCIAS: Tomba questiona encerramento de contrato pelo governo do Estado

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) retomou a discussão em torno da contratação do transporte sanitário avançado pelo Governo do Estado. O parlamentar questionou o encerramento do contrato, anunciado pelo deputado Francisco do PT em pronunciamento durante a sessão remota por videoconferência e classificado por ele como repentino.

“Me surpreendi como que ele [deputado Francisco] trouxe ao plenário. Ele disse que o governo encerrou o contrato das ambulâncias no dia 22 de agosto e que foi contratado R$ 8,5 milhões e só foi executado R$ 440 mil, fazendo 1.856 atendimentos. Ai eu me pergunto se a pandemia acabou, já que o contrato foi encerrado”, questionou Tomba durante sessão remota da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (3).

Tomba Farias avalia que a finalização do contrato aconteceu de forma precoce, visto que a pandemia não chegou ao fim. “Eles [o Governo do Estado] não souberam responder aos questionamentos feitos pelo deputado Gustavo Carvalho”, apontou.

O parlamentar ainda questionou a situação e idoneidade da empresa. “E essa empresa que foi aberta? A forma que tudo foi conduzido, leva a crer que o governo entendeu, carimbou, que esse contrato não estava correto. Fica aqui minha indignação na forma como foi feito tudo isso”, finalizou.

PT decide apoiar pré-candidato a prefeito governista em Campo Redondo

O Partido dos Trabalhadores decidiu continuar na base do prefeito Alessandru em Campo Redondo e apoiar a pré-candidatura de Dr. Renan Luiz (PROS).

Em comunicado assinado pelo diretório do partido, o apoio foi fechado com aval da maioria do partido, que foi base da atual gestão municipal neste segundo governo de Alessandru.

A nota pede que os filiados sejam fiéis a decisão e não apóiem outras pré-cabdidaturas, além de Dr. Renan.

O PT busca ainda fortalecer a legenda na cidade, com vários nomes pré-candidatos a vereador.

Confira o comunicado na íntegra:

NOVOS RUMOS PARA CAMPO REDONDO

O Partido dos Trabalhadores defende que as eleições municipais de 2020 ocorram, mesmo que em um calendário ajustado por conta da pandemia do novo Corona vírus, por compreender que qualquer medida que estenda os mandatos pode tornar-se precedente para outros processos, ainda mais considerando o atual momento em que temos um governo federal que se mostra cada dia mais hostil ao processo democrático e aos demais poderes da república estabelecidos pela Constituição de 88. Sendo assim, para garantir que nossos votos sejam seguros, reafirma que todas as medidas de segurança sanitária devem ser cumpridas, para isso defende o distanciamento social, o uso de máscaras e álcool em gel por todas e todos. Neste sentido, o PT em todo o Brasil se mobiliza para garantir suas pré-candidaturas e/ou apoiar os pré-candidatos que representem a construção e implementação do projeto petista para os municípios.

Em Campo Redondo a direção partidária, respeitando os preceitos democráticos, dialogou com todos os pré-candidatos que procuraram o partido apresentando suas propostas para nossa cidade. Após todos os diálogos, em reunião virtual, o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Campo Redondo decidiu, na noite de quarta-feira (05/08/20), apoiar a pré-candidatura de Dr. Renan Luiz (PROS), ao mesmo tempo que não constrangerá nenhuma filiada ou nenhum filiado que trilhar outro caminho para este pleito. Foi a partir de várias mãos que se pôde concretizar esta decisão a qual exigiu cautela por compreender as grandes dificuldades que a gestão atual teve em implementar certas políticas públicas necessárias ao nosso povo. Porém, tendo certo da responsabilidade do PT para com todas e todos camporedondenses, fortalecemos este projeto observando também seus acertos e seu potencial para o próximo mandato.

Desta forma o Partido dos Trabalhadores de Campo Redondo se disponibiliza para a construção do plano de governo da pré-candidatura de Dr. Renan Luiz (PROS), objetivando a implementação das políticas públicas petistas na iminente gestão, assim como o desenvolvimento da cidade para nossos munícipes.

Campo Redondo, dia 08 de Agosto de 2020.

Diretório Municipal do PT de Campo Redondo.

Deputado desmente argumento de Fátima Bezerra e diz que o RN não será penalizado se reforma não for aprovada até o dia 30

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) jogou por terra o argumento da governadora Fátima Bezerra de que se a Assembleia Legislativa não aprovar até o próximo dia 30 de julho a reforma da previdência estadual, o Rio Grande ficará automaticamente impedido de receber recursos e benefícios do governo federal. O parlamentar revelou que o governo Jair Bolsonaro deverá ampliar para 31 de dezembro o prazo para que os estados aprovem a reforma previdenciária. Ele foi taxativo ao afirmar que a Assembleia Legislativa não irá aprovar a 'toque de caixa' e de forma não presencial a reforma da Previdência nos moldes que a governadora deseja.

"Falta diálogo e humildade da governadora. A Assembleia Legislativa já poderia ter aprovado a reforma ( da Previdência) desde fevereiro ou março , mas o governo protelou o envio da matéria. Agora, durante uma pandemia, quer que os deputados aprovem a matéria sem discussão com a sociedade, sem poder fazer alteração no projeto do governo. A reforma proposta de Fátima Bezerra penaliza quem ganha pouco e beneficia quem ganha muito", disse o parlamentar, durante entrevista à rádio 98 FM, em Natal.

Segundo o deputado municipalista, o governo deixa tudo para última hora para "descer de goela abaixo e a gente não tenha tempo de discutir".

Tomba revelou que o governo tem atuado no sentido de responsabilizar os deputados pela não votação da reforma da previdência, sob o argumento de que o estado ficará sem receber recursos federais, caso a matéria não seja aprovada até o dia 30. "O prazo não será esse. Fátima vai ser desmitida, pois o prazo será prorrogado até o dia 31 de dezembro. Só tem 13 estados com a reforma aprovada, nem Minas Gerais aprovou ainda. Mais de 50 % dos estados não fizeram suas reformas, você acha que esses estados vão ser penalizados pelo governo federal?", questionou.

Segundo afirma, o governo perdeu uma grande oportunidade de ter um diálogo.

Para Tomba, hoje ninguém sabe mais quem fala pelo governo. "Era George (Soares), era Francisco do PT, entrou Fernando Mineiro, agora já é Cadu (Carlos Eduardo Xavier). A própria governadora deveria ter tido a humildade de ter vindo para a 'Casa do Povo', que é a Assembleia, para explicar os motivos da urgência. O seu secretário de Saúde não atende telefone de ninguém", finalizou o parlamentar.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

Tomba diz que pandemia é usada no RN para dispensa de licitação e superfaturamento

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) criticou a estratégia administrativa utilizada pelo Governo do Rio Grande do Norte desde o início da pandemia. Segundo o parlamentar, estão sendo realizadas seguidas dispensas de licitação com suspeitas de superfaturamento. O tucano citou como exemplos o episódio da compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste, o aluguel de ambulâncias por mais de R$ 8 milhões e a compra de luvas que acabou desfeita por ação do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

"É dito para não nos aproveitarmos desse momento de pandemia para a reforma da previdência, mas o que estamos observando é que a pandemia é objeto de aproveitamento para fazer dispensa de licitação e superfaturamento de preço em tudo que estamos vendo", disse Tomba em seu pronunciamento na sessão remota desta quinta-feira (23) da Assembleia Legislativa.

Tomba cobrou respostas às denúncias apresentadas até agora em torno dos assuntos levantados. "Como anda o problema do Consórcio Nordeste? Já chegou algum dos respiradores pagos adiantados? Se não chegou, como anda a ação para o governo ser restituído? Alguém sabe dizer?", questionou.

Sobre as ambulâncias, o deputado citou nova denúncia veiculada na imprensa, informando que um dos documentos apresentados pela empresa vencedora para alugar os veículos ao Estado teria apresentado um documento falso. "Por que todas as compras feitas pelo governo têm problemas? Tem que ser com urgência? Vamos vivenciar isso até quando? Porque a pandemia dá direito a comprar com licença de licitação e todas as compras feitas aparecem suspeitas de superfaturamento?", continuou o parlamentar.

O deputado enfatizou a importância do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e do Ministério Público Federal (MPF) se posicionarem sobre as denúncias feitas até agora em relação a compras por parte do Governo do Estado durante a pandemia. "Não se pode cair no esquecimento esse absurdo que foi feito", finalizou.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Deputado Tomba Farias

Deputado diz que governo Fátima Bezerra aproveita a pandemia para contratar “empresas corujas” e dizer que abriu no interior UTIs que não existem

altombaremoto

Durante sessão remota da Assembleia Legislativa, realizada na manhã desta quarta-feira, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) denunciou que a governadora Fátima Bezerra está aproveitando a pandemia do Coronavírus para fazer dispensa de licitação e contratar o que chamou de "empresas corujas", aquelas que aparecem na 'calada da noite'. Tomba Farias criticou ainda o fato de o governo estadual anunciar a abertura de UTI's que não existem no interior do estado. "Mas nós não podemos falar, pois nos acusam de estar fazendo politicagem com a pandemia", ironizou.

O parlamentar referiu-se a uma dispensa de licitação feita pelo governo estadual, que beneficiou a empresa Servsaude EIRELI, aberta em 3 de abril de 2019, com recursos no valor de mais de R$ 8,5 milhões, destinado a contratação de seis ambulâncias tipo UTI para transportar pacientes com a Covid-19. "Essa empresa, que nunca assinou um único contrato com um ente público, tem sede numa casa simples do bairro de Emaús, sem identificação comercial e possui o capital social de R$ 100 mil. Além disso, não há nenhum veículo registrado no nome dessa empresa no Detran", disse o parlamentar, acrescentando que os objetivos e atividades da empresa são cadastrados como coleta de lixo, transporte escolar, construção e demolição de edifícios e estacionamento de veículos.

UTI

O deputado municipalista foi enfático ao afirmar que Fátima Bezerra anuncia a abertura de UTI´s que não existem em cidades do interior do estado, como São Jose de Mipibu, João Câmara e Santa Cruz, "No hospital de São José de Mipibu, o governo fala que lá tem dez UTIs, mas nenhuma está funcionando e aberta. No hospital de João Câmara, o Secretário de Saúde disse que tem cinco UTIs lá, mas que está funcionando apenas duas, e que tem dias que o médico não vai. Eu nunca vi UTI sem médico", revela Tomba Farias.

O parlamentar também enfatizou que em Santa Cruz a realidade é diferente do discurso que a governadora faz. O governo do Estado diz que mandou cinco UTIs para o hospital de Santa Cruz, mas o que chegou lá foram cinco respiradores. Lá o hospital foi construído há 35 anos e para se instalar os respiradores precisa de aumento de oxigênio, aumento dos gases, ar comprimido, instalação elétrica e além disso, a usina de gases leva 27 dias para chegar no Rio Grande do Norte.

O deputado afirma que a única coisa que governo fez até hoje em Santa Cruz foi a cessão de um respirador que veio do governo federal. "O governo do RN prometeu uma ajuda de R$ 33 mil e só pagou a primeira parcela de R$ 11 mil, e depois não pagou mais nada, como sempre ele faz, engana a tudo e a todos", disse e enfatizou: "é o governo da mentira".

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado estadual Tomba Farias

{BANNER}

Procurador-geral do Ministério Público de Contas admite que “há indícios de crime e má gestão” na compra dos respiradores pelo Consórcio Nordeste

tombaenfrentamento

Provocado pelo deputado estadual Tomba Farias (PSDB), o procurador-geral do Ministério Público de Contas, Thiago Guterres, admitiu na tarde desta segunda-feira, 22, durante reunião da Comissão Especial da COVID 19 da Assembleia de Legislativa do Rio Grande do Norte, que há indícios de irregularidade, crime e má gestão com relação à compra dos respiradores pelo Consórcio Nordeste. "Os índicos são realmente muito evidentes e, uma vez confirmados, são muito graves, revelou.

Thiago Guterres disse que, como cidadão, compartilha com a preocupação e indignação externada pelo deputado Tomba Farias com relação aos valores que foram repassados ao Consórcio Nordeste de forma "provavelmente muito precipitada e mal feita". Ele destacou ainda que "se o Consórcio, de início, nas primeiras contratações, não vem se mostrando eficaz para as finalidades para as quais foi criado, realmente não faz sentido manter o estado do Rio Grande do Norte nele". Na sua opinião, essa discussão sobre a permanência ou não do Rio Grande do Norte no Consórcio é muito mais "político-administrativa e o TCE tem que avaliar sob o ponto de vista técnico-jurídico".

O posicionamento do procurador-geral foi uma consequência do relato feito por Tomba Farias, que explicou que a empresa beneficiada com o contrato do Consórcio Nordeste foi criada em 24 de junho do ano curso, com apenas um capital de R$ 100 mil. "Essa empresa fez uma compra de R$ 50 milhões e as evidências são muito claras", disse o parlamentar, ressaltando que o governo comprou por R$ 163 mil respiradores que haviam sido anteriormente adquiridos por R$ 84 mil.

Tomba Farias condenou também o comportamento da governadora Fátima Bezerra (PT) que vem se mantendo em silêncio diante de toda a polêmica envolvendo a compra dos respiradores, o Consórcio Nordeste e o fato de o Rio Grande ter levado um "calote" de cerca de R$ 5 milhões, pagando por respiradores que não foram entregues.

"O secretário executivo do Consórcio, Carlos Garbas, já foi alvo da operação Lava Jato, suspeito de recebimento de propina. Apesar de tudo isso, a governadora está em silêncio até hoje. A dona da empresa fez uma deleção premiada dizendo que pagou R$ 12 milhões de propina. Isso é muito grave, gravíssimo", assinalou.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Deputado Tomba Farias defende criação de CPI para investigar o sumiço dos R$ 5 milhões que o governo do RN pagou por respiradores

Deputado Tomba Farias defende criação de CPI para investigar o sumiço dos R$ 5 milhões que o governo do RN pagou por respiradores

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) defendeu a realização de uma rigorosa investigação sobre o fato de o governo do RN ter pago R$ 5 milhões por respiradores que não foram entregues ao Consórcio NE. O parlamentar, que considera importante se chegar à conclusão se houve ou não má versação do dinheiro público, anunciou que a Assembleia Legislativa poderá abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o assunto.

"Mais de dois meses depois de ter antecipado o pagamento de quase R$ 5 milhões para compra conjunta de respiradores pelo Consórcio Nordeste, os aparelhos não foram entregues conforme o contrato. O dinheiro tampouco foi devolvido ao governo do estado", disse o deputado.

Tomba destacou que a empresa responsável pela venda dos respiradores, foi criada em 24 de junho de 2019 e alertou que de lá para cá só emitiu duas notas fiscais, incluindo a de número 002, referente a venda dos respiradores. "O governo jogou fora 5 milhões de reais e eu não vejo o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal falarem nada. A nossa Casa também está calada. Nós temos que tomar providências. Essa empresa tem como endereço um apartamento de 72 metros quadrados, " ressaltou.

Tomba Farias enfatizou ainda que a Assembleia Legislativa não pode continuar em silêncio diante de um fato que envolve dinheiro público, vindo dos impostos dos contribuintes. " Vamos ficar calados? Vai ficar dessa forma? Não vamos nos pronunciar?", questionou o parlamentar, convocando os colegas a assinarem a "CPI dos Respiradores".

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

 

Deputado Tomba Farias defende criação de CPI para investigar o sumiço dos R$ 5 milhões que o governo do RN pagou por respiradores

tombaremoto

O deputado estadual Tomba Farias (PSDB) defendeu a realização de uma rigorosa investigação sobre o fato de o governo do RN ter pago R$ 5 milhões por respiradores que não foram entregues ao Consórcio NE. O parlamentar, que considera importante se chegar à conclusão se houve ou não má versação do dinheiro público, anunciou que a Assembleia Legislativa poderá abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o assunto.

"Mais de dois meses depois de ter antecipado o pagamento de quase R$ 5 milhões para compra conjunta de respiradores pelo Consórcio Nordeste, os aparelhos não foram entregues conforme o contrato. O dinheiro tampouco foi devolvido ao governo do estado", disse o deputado.

Tomba destacou que a empresa responsável pela venda dos respiradores, foi criada em 24 de junho de 2019 e alertou que de lá para cá só emitiu duas notas fiscais, incluindo a de número 002, referente a venda dos respiradores. "O governo jogou fora 5 milhões de reais e eu não vejo o Ministério Público Estadual e o Ministério Público Federal falarem nada. A nossa Casa também está calada. Nós temos que tomar providências. Essa empresa tem como endereço um apartamento de 72 metros quadrados, " ressaltou.

Tomba Farias enfatizou ainda que a Assembleia Legislativa não pode continuar em silêncio diante de um fato que envolve dinheiro público, vindo dos impostos dos contribuintes. " Vamos ficar calados? Vai ficar dessa forma? Não vamos nos pronunciar?", questionou o parlamentar, convocando os colegas a assinarem a "CPI dos Respiradores".

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado Tomba Farias

{BANNER}

Após fazer duras críticas a Fátima Bezerra pela paralisação da barragem de Oiticica, deputado Tomba Farias comemora a retomada da obra

tombaokoff

Após tecer, há seis dias, duras críticas à governadora Fátima Bezerra (PT) por esta ter paralisado as obras da barragem de Oiticica, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) agradeceu nesta quarta-feira, 20, a gestora estadual por ter revisto a sua decisão e autorizado o reinício dos serviços referentes à execução das obras para a construção do empreendimento. "Sou grato a governadora por ela ter assimilado nossas críticas e o clamor da sociedade potiguar e da própria classe política. Pelo menos dessa vez, prevaleceu o bom senso", disse o parlamentar.

Na última quinta-feira, dia 14, Tomba, durante sessão remota da Assembleia Legislativa, acusou o governo Fátima Bezerra de "querer paralisar o Rio Grande do Norte e disse que "já estava na hora da gestora estadual "assumir o papel de sua governança". Naquela ocasião, o parlamentar municipalista questionou se a governadora estava sem vontade e coragem para governar.

"Agora a hora é de reconhecer a atitude da governadora, que teve a humildade de rever o seu posicionamento anterior. Também é hora de reconhecer o esforços de todos aqueles que se somaram a nossa voz na luta pela retomada da obra. Desde o juiz coordenador do Centro Judiciário de Solução de conflitos e cidadania, Uedson Uchôa, até os representantes do consórcio, o prefeito de Jucurutu e os moradores atingidos pelo serviço".

Além das críticas do deputado Tomba Farias, a paralisação de Oiticica foi duramente contestada por membros da bancada federal e estadual, gerando, inclusive, uma nota do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado estadual Tomba Farias

{BANNER}

Login Form