RN no G1

Últimas notícias de Natal e todo o estado do RN. Acompanhe informações de trânsito, tempo, agenda cultural, telejornais e coberturas da Inter TV Cabugi
G1 > Rio Grande do Norte

  1. Candidatos fizeram hoje a redação e as provas de linguagens e de ciências humanas. Correção foi feita por professores da Universidade Potiguar. Veja o programa de correção do primeiro domingo de prova do Enem 2020 Candidatos fizeram hoje a redação e as provas de linguagens e de ciências humanas. Correção foi feita por professores da Universidade Potiguar.

  2. Governadora se pronunciou pelas redes sociais logo após a aprovação das vacinas. Atualmente, segundo o governo, o Rio Grande do Norte possui 900 mil seringas em estoque e mais dois milhões adquiridas e destinadas especificamente à vacinação contra a Covid-19. Governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT) Elisa Elsie/Assecom/Governo do RN Após a autorização de uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), disse nas redes sociais que o estado está preparado para a vacinação. "Finalmente! Vacinas Coronavac e de Oxford aprovadas pela Anvisa! Vitória da vida, vitória da ciência! Já disse e repito: estamos prontos pra dar início à campanha de vacinação em todo o estado!". Initial plugin text De acordo com o governo, o Rio Grande do Norte possui 900 mil seringas em estoque e mais dois milhões adquiridas e destinadas especificamente à vacinação contra a Covid-19. Em entrevista coletiva na tarde deste domingo (17), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que começa a distribuir vacinas às 7h de segunda-feira para todos os estados e prevê início da vacinação para quarta às 10h. O Governo do RN informou que no sábado (16) foi feita uma simulação da operação distribuição das vacinas em todo o estado com apoio do Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal e equipe de apoio e logística da Sesap. Sistema RN Mais Vacina O Governo do Rio Grande do Norte desenvolveu, também em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), o sistema RN Mais Vacina que irá monitorar o processo de vacinação contra a Covid-19 em todo o território potiguar. O sistema vai registrar a chegada da vacina enviada pelo Governo Federal, a transferência aos 167 municípios e a aplicação que será feita pelas secretarias municipais de saúde. De acordo com o governo, foram distribuídos mil tabletes para as salas de vacina em todo estado. Natal Em relação à capital potiguar, a Prefeitura anunciou que seriam disponibilizados 70 postos e 6 locais de drive thru para vacinação contra a Covid-19. RN tem 900 mil seringas em estoque para vacinação contra Covid-19 Sando Menezes/Assecom/Governo do RN

  3. Mulheres se conheceram do lado de fora de local de prova, após fechamento do portão, em Natal. Elas decidiram ficar no local pelo menos até o início da prova. ENEM 2020 - Natal, 17/01/2021 - A pedagoga Renata Sobrinho e a gerente comercial Giovanna Freire se conheceram do lado de fora do local de prova, após fechamento de portão, enquanto mandavam "energias positivas" para filhas. Julianne Barreto/Inter TV Cabugi Os portões se fecharam às 13h, mas as mães das adolescentes Bruna Freire e Renata Marrocos, ambas de 16 anos, continuaram do lado de fora da UNP - o maior local de prova do Enem 2020 em Natal. O motivo: ambas queriam mandar "boas energias" para as filhas pelo menos durante o início da prova, às 13h30. "Eu faço questão. Como mãe, eu tenho certeza que ela sente. Eu faço questão de deixar na sala. Como a gente não pôde entrar esse ano, eu fico aqui no cantinho fazendo minha oração para que ela sinta toda energia", disse a gerente comercial Giovanna Freire, cuja filha, Bruna, está fazendo o Enem como teste. Candidatos relatam medo de contaminação por Covid-19 no 1º dia de Enem Estado tem mais de 129 mil candidatos inscritos Justiça Federal negou pedidos para suspensão de provas no RN A jovem vai cursar o último ano do ensino médio em 2021, mas decidiu fazer a prova como forma de se preparar para o próximo Enem. "Digo para ela fazer tranquila. Ano que vem, se Deus quiser, ela vai atingir o objetivo dela. Como mãe, estou do lado dela sempre", contou. Giovanna não conhecia a pedagoga Renata Sobrinho - outra mãe que também ficou do lado de fora da universidade para mandar "energias" para a filha, Gabrielle Marrocos, também de 16 anos. Ambas começaram a conversar e perceberam que estavam no local pelo mesmo motivo. "Eu acredito que é coisa de mãe, na verdade. É para dar uma força. Mesmo que seja de longe, a gente pensa que essa força chega mais rápido se a gente ficar aqui mais um pouquinho. Acredito que seja isso", comentou Renata.

  4. Prato foi elaborado e ensinado pelo chef Alexandre Dantas e conta com a castanha do caju. Cocada cremosa com castanha leva ingredientes tradicionais da culinária potiguar. Reprodução/Inter TV Costa Branca Embora use ingredientes muito comuns no Rio Grande do Norte, a sobremesa é bem diferente do que se costuma encontrar. A cocada cremosa com castanha foi criada pelo chef Alexandre Dantas, que também ensinou a receita em entrevista à Inter TV Costa Branca. Veja como fazer Ingredientes 300 g de coco seco ralado fino 50 g (ou ½ xícara) de açúcar cristal 50g de castanha de caju 600 g (ou uma caixa e meia) de leite condensado ½ litro de leite Modo de preparo O chef começa triturando as castanhas de caju com a faca, deixando pedaços maiores e menores, que, depois, são reservados. Em uma panela, é colocado todo o leite, ele junta o açúcar e mistura com o fogo até ferver. É importante ficar mexendo o tempo inteiro para que o açúcar dissolva por completo e não caramelize no fundo da panela. Quando a mistura estiver fervendo, o coco ralado deve ser acrescentado e o cozinheiro deve continuar mexendo sempre para que o coco cozinhe lentamente e fique com uma textura macia. Depois que a mistura começa a levantar fervura e a quantidade de líquido vai secando, é colocado o leite condensado. Ele deve ser misturamos e deixado cozinhando mais um pouco. Depois, entra a castanha de caju picada. A pessoa deve deixar a castanha cozinhar também, mexendo sempre pra que o preparo não grude no fundo da panela. O preparo deve continuar em cozimento até chegar ao ponto. O ponto ideal da cocada é quando ela fica cremosa e com uma cor de um caramelo claro. Por fim, deve-se deixar esfriar para poder servir. Uma dica do autor é servir a cocada dentro de uma quenga de coco pra fica mais bonita. Por cima, vão castanhas de caju inteiras para decorar.

  5. Provas começam a ser aplicadas neste domingo (17). Estado tem mais de 129 mil inscritos. ENEM 2020 - Natal, 17/01/2021 - Candidatos na entrada do maior local de prova na capital, na avenida Roberto Freire, em Capim Macio, na Zona Sul. Julianne Barreto/Inter TV Cabugi Candidatos potiguares relataram preocupação com a contaminação pelo novo coronavírus durante a realização das provas do Enem 2021, que começam neste domingo (17). Os portões dos locais de prova se abriram às 11h30, para fechar às 13h. Alguns candidatos, porém, chegaram com mais de uma hora de antecedência. "Na realidade, eu preferia que o Enem fosse adiado, por questão de segurança. A vacina já está ai em processo de finalização, não é? Mas como não cabe a nós escolher isso, aceitei e estou aqui, tentando", afirmou Pedro Lucas Calado, de 18 anos, pretende cursar história. Essa é a segunda vez que ele faz o Enem, em Mossoró, no Oeste potiguar. O local de prova foi a Ufersa. ENEM 2020: Mossoró, 17/01/2020 - Pedro Lucas Calado, de 18 anos, fala que preferia que provas fossem adiadas. Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca Estado tem mais de 129 mil candidatos inscritos Justiça Federal negou pedidos para suspensão de provas no RN Outro candidato preocupado com a pandemia é Leonardo Júlio Dantas, de 25 anos, que quer tentar carreira no jornalismo, mas está preocupado com a pandemia. Ele pegou o ônibus circular da UFRN para chegar ao local de prova. "Além do uso da máscara, eu venho me contendo bastante em casa, nos últimos dias. Não tive a doença até o momento e me preocupa um pouco a prova durante a pandemia, por causa de todos esses problemas", disse. O estudante ainda afirmou que levou máscaras para trocar a cada duas horas. ENEM 2020 - 17/01/2021. Leonardo Júlio Dantas, de 25 anos, dentro do ônibus circular da UFRN, relata medo de fazer a prova do Enem durante a pandemia. Julianne Barreto/Inter TV Cabugi José Paulo Menezes de Oliveira chegou uma hora antes das aberturas dos portões, após viajar mais de 100 quilômetros, entre o município de São Tomé e Natal, para fazer a prova na UFRN. "Eu trouxe duas máscaras e álcool em gel", afirmou sobre os cuidados para evitar contaminação pelo coronavírus. ENEM 2020: Natal, 17/01/2021 - José Paulo Menezes de Oliveira viajou mais de 100 km para fazer Enem 2020 em Natal. Julianne Barreto/Inter TV Cabugi Maria Alessandra Silva de Lima, 27 anos, chegou uma hora e meia antes da abertura dos portões, à UFRN, para procurar o local de prova e aproveitou o tempo de espera para revisar possíveis temas de redação. Ela quer cursar enfermagem ou odontologia. No campus da Universidade Federal, não foram vistas aglomerações. ENEM 2020 - Natal, 17/01/2021 - Maria Alessandra Silva de Lima, 27 anos, faz Enem 2020 pela segunda vez. Julianne Barreto/Inter TV Cabugi A secretaria de mobilidade urbana de Natal registrou trânsito lento em algumas avenidas da capital. Por volta das 11h50, havia retenção na Avenida Engenheiro Roberto Freire, que estava com com trânsito lento desde o Viaduto de Ponta Negra até a UNP - um dos locais de votação - no sentido Ponta Negra. Trânsito Outra avenida com retenção no trânsito, por volta de 11h40, era Avenida Bernardo Vieira nos cruzamentos com a Rua dos Pegas, Rua Dr. Manoel Miranda, Avenida Coronel Estevam - todas nos dois sentidos - e também entre a Rua Jaguarari e Avenida Prudente de Morais. Também teve trânsito intenso Na rua Apodi, entre a Av. Hermes da Fonseca e Av. Prudente de Morais e nas proximidades do Colégio Marista. Na Prudente de Morais, houve trânsito pesado na altura da Praça Cívica e no cruzamento com a Rua Ceará-Mirim. Houve reforço nas linhas de ônibus, o que evitou aglomerações no transporte público. ENEM 2020 - 17/01/2021 - Candidatos chegam para primeiro dia de provas na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Julianne Barreto/Inter TV Cabugi Mais de 129 mil candidatos Somente Natal teve mais de 46 mil inscritos no Enem 2020. Ao todo, no estado, foram mais de 129 mil candidatos com inscrição confirmada. Neste primeiro domingo de provas, a aplicação terá 5 horas e 30 minutos de duração. Vai começar às 13h30 e segue até às 19h, com questões de ciências humanas (45), linguagens e códigos (45 questões, sendo 5 de língua estrangeira) e redação. ENEM 2020 - 17/01/2021 - Candidatos na entrada do maior local de provas em Mossoró, no Oeste potiguar. São 4 mil candidatos inscritos no local. Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca ENEM 2020 - 17/01/2021 - Candidatos chegam para primeiro dia de provas na Ufersa em Mossoró. Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca Segundo a assessoria da Polícia Militar, nenhuma ocorrência relacionada ao Enem foi registrada até a publicação desta matéria. Protocolo contra a Covid-19, divulgado pelo Inep Uso obrigatório de máscaras para candidatos e aplicadores; Disponibilização de álcool em gel nos locais de prova e nas salas (a quantidade total só será conhecida após a aplicação do exame); Recomendação de distanciamento social no deslocamento até as salas de provas Identificação de candidatos do lado de fora das salas, para evitar aglomeração – haverá marcações no piso para ter distanciamento, caso haja fila Contratação de um número maior de salas: na edição de 2019 foram 140 mil locais de aplicação; agora serão 200 mil no país. Salas de provas com cerca de 50% da capacidade máxima Candidatos idosos, gestantes e lactantes ficarão em salas com 25% da capacidade máxima Higienização das salas de aulas, antes e depois do exame ENEM 2020 - 17/01/2021 - Candidatos chegam para primeiro dia de provas na Ufersa em Mossoró. Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca

  6. Segundo Emparn, chuvas devem ocorrer dentro da média ao longo do ano. No Oeste, produtores esperam início do período chuvoso em fevereiro. Agricultor Manoel Antônio, prepara terra para receber plantação quando chuvas começarem no RN. Reprodução/Inter TV Costa Branca Na propriedade de seu Manoel Antônio, na zona rural do município de Paraú, região Oeste do Rio Grande do Norte, os animais são alimentados com capim e ração. Com o fim da pastagem natural, por conta dos meses secos, essas são as principais alternativas para alimentar o gado e as ovelhas. “O pasto já acabou e agora a gente tá comprando a ração de armazém e esse capim. Mesmo com a ração mais cara, é o único jeito de alimentar os bichos até começar a chover”, explica o agricultor que já está esperando o período chuvoso começar. A esperança do agricultor era que o ano de 2021 começasse com chuva. Por isso, o terreno destinado ao plantio de milho e feijão tem quase um hectare e está praticamente pronto para receber as sementes. O agricultor espalhou palhas de carnaúba no solo para servir de adubo. Muitos agricultores da região utilizam essa técnica para preparar a terra antes de receber as sementes. “É um adubo e tanto”, diz o produtor rural. Perto dali, na propriedade ao lado, seu Messias também está animando com o período chuvoso que deve começar nas próximas semanas. O mês de fevereiro é o mais importante. É quando os agricultores esperam pelas primeiras chuvas. Antes de preparar a terra onde vai plantar milho, feijão e sorgo, o agricultor deixou os animais comerem o restante da rama. O corte de terra com a ajuda do trator só deve acontecer em fevereiro. “Primeiro eu deixo os animais comerem tudo e aproveitarem o mato verde. Aí só depois que limpo o terreno”, explica. Segundo a Empresa de Pesquisas Agropecuárias (Emparn), o período chuvoso no Rio Grande do Norte deve ficar dentro da média esperada em 2021. De olho nessas previsões, os agricultores do Assentamento Hipólito, em Mossoró, também já começaram os preparativos para o plantio. Para o agricultor Wilson Salvador, o primeiro passo é a manutenção das cercas que protegem os terrenos de animais invasores. Ao longo do ano, as estruturas se danificam com a ação do tempo e é necessário consertá-las antes mesmo de limpar o terreno. Agricultores consertam cerca no RN, na preparação para início do plantio. Reprodução/Inter TV Costa Branca “A gente já deixa tudo pronto pra não ter problema de animal entrar depois pra comer as plantas quando elas estão nascendo”, alerta o agricultor. O Assentamento Hipólito tem mais de 60 agricultores que plantam na área coletiva. Cada um tem um espaço e a maioria planta milho, feijão e sorgo. Os grãos servem de alimento para a família e também para os bichos. Já o sorgo se transforma em forragem para os animais. Depois de anos de seca, os agricultores puderam comemorar as colheitas de 2020. Para este ano a expectativa é ainda melhor. “É muito bonito quando a gente vê as plantas crescendo, tudo verdinho. Com fé em Deus, será um ano bom pra gente do campo”, acredita Risolene Vitorino, agricultora e presidente do assentamento. Risolene Vitorino, agricultora e presidente do assentamento Hipólito, na região Oeste potiguar Reprodução/Inter TV Costa Branca

  7. Crime aconteceu na manhã deste domingo (17) em Nova Parnamirim, no município de Parnamirim. Segundo filho, vítima, que tinha 69 anos, tentou reagir. Comerciante foi morto durante assalto em mercadinho de Nova Parnamirim, em Parnamirim, na Grande Natal. Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi Um comerciante idoso foi morto por tiro de arma de fogo durante um assalto que aconteceu na manhã deste domingo (17) no mercadinho dele, localizado na região do conjunto Cidade Verde, em Nova Parnamirim, no município de Parnamirim, região metropolitana de Natal. O crime aconteceu por volta das 7h na Rua Gastão Mariz de Faria. A vítima foi identificada como Raimundo Rodrigues, de 69 anos. Um filho do seu Raimundo afirmou que estava no caixa do mercadinho, quando dois jovens chegaram ao local e anunciaram o assalto com arma em punho. O homem não reagiu e entregou o dinheiro que estava no caixa. O pai, entretanto, nos fundos da loja e saiu para tentar reagir. "O meliante chegou, anunciou o assalto e passei o dinheiro pra ele, sem reagir. Meu pai era muito afobado, aquele senhor mais antigo, e saiu para reagir, ai o bandido disparou. Foi um tiro só", contou o homem, que preferiu não ser identificado. Ainda de acordo com a testemunha, logo após o crime, os criminosos fugiram andando normalmente pela rua. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a vítima morreu ainda no local. Os suspeitos seriam um adolescente e um rapaz de porte mediano, cabelo grande e que vestia uma camisa vermelha e uma bermuda preta. O segundo teria sido o responsável pelo disparo. A Polícia Militar foi acionada ao local para fazer o isolamento até a chegada da Polícia Civil, responsável pela investigação e do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep). Ainda de acordo com a testemunha do crime, a morte do comerciante ocorre quase uma semana após a morte de um conhecido da vítima também em um latrocínio (roubo com resultado de morte) a caminho da Ceasa - Central de Abastecimento do RN. O caso foi do assassinato de Ricardo Marques de Araújo, de 57 anos, que aconteceu na segunda-feira (11).

  8. Decisões foram tomadas durante plantão do sábado (16). Estado tem mais de 129 mil inscritos para as provas que começam neste domingo (17). Sede da Justiça Federal do Rio Grande do Norte JFRN/Divulgação Um juiz federal plantonista negou, neste sábado (16), em Natal, dois pedidos de suspensão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio, que começa neste domingo (17). As decisões ocorreram dentro de uma ação popular e um processo aberto pela Associação Potiguar dos Estudantes Secundários e a União Metropolitana de Estudantes Secundaristas. As provas serão aplicadas para mais de 129 pessoas inscritas no estado, durante a pandemia da Covid-19. Somente em Natal, são mais de 46 mil candidatos. Confira dicas para as provas no De Boa no Enem Alunos de escolas públicas do RN não tiveram aulas presenciais Prefeitura aumenta frota de ônibus no primeiro dia do Enem em Natal Cerca de 1.800 policiais militares atuam na segurança das provas no RN O Juiz Federal Francisco Eduardo Guimarães, titular da 14ª Vara considerou que a situação da pandemia do coronavírus não é uniforme em todo o país e as peculiaridades regionais ou municipais devem ser analisadas caso a caso. O magistrado ainda disse que cabe às autoridades sanitárias locais interferir na aplicação das provas caso haja risco. Nas decisões, o juiz ainda considerou que alunos de baixa renda enfrentaram e enfrentam maiores dificuldades em seus estudos em razão da pandemia do coronavírus. "Entretanto, o adiamento da aplicação da prova em poucos meses não solucionará os contratempos a que estes alunos são expostos", disse. Para o magistrado, a realização do Enem representa interesse público e sua postergação traz prejuízos aos interessados. A realização da prova é um caminho para ingressar em universidades públicas ou privadas, como critério de ingresso ou de concessão de bolsas de estudo ou financiamento estudantil.

  9. Portões dos locais de prova abrem às 11h30 neste domingo (17). Provas são realizadas em 40 cidades potiguares. ENEM 2019 em um dos principais locais de prova em Natal. (Arquivo) Gabriela Fernandes/Inter TV Cabugi Mais de 129 mil estudantes potiguares são esperados para o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, neste domingo (17), na primeira edição realizada em meio a uma pandemia. Os portões dos locais de prova abrem às 11h30 - meia hora mais cedo que o tradicional, para evitar aglomerações - e fecha às 13h. Neste primeiro domingo de provas, a aplicação terá 5 horas e 30 minutos de duração. Vai começar às 13h30 e segue até às 19h, com questões de ciências humanas (45), linguagens e códigos (45 questões, sendo 5 de língua estrangeira) e redação. O desafio é maior para alunos de escolas públicas que não tiveram aulas durante o ano inteiro, devido à Covid-19. Confira dicas para as provas no De Boa no Enem Ao todo, o estado teve 129.101 inscritos. O número cresceu cerca de 8,2% em relação ao ano passado, quando se inscreveram 119.324 pessoas - são 9,7 mil pessoas a mais. As provas são aplicadas em 40 cidades potiguares. Somente Natal terá aplicação de provas para 42.456 pessoas, ou 32% dos candidatos do RN. Depois da capital, os municípios com mais pessoas inscritas para o Enem são Mossoró (15.255), Parnamirim (7.176), Caicó (4.917) e Pau dos Ferros (4.456). Embora o Inep afirme que a capacidade das salas será reduzida pela metade, como medida de prevenção à covid-19, o órgão não informou ao G1 quantas salas foram disponibilizadas neste ano no Rio Grande do Norte, informando que os dados sobre logística só serão divulgados após a prova. No Enem 2019, o estado contou 3.281 salas de provas distribuídas em 236 locais. A prefeitura de Natal anunciou que aumentou o número de ônibus circulando neste domingo (17), para atender à demanda. Já a Polícia Militar informou que reforça a segurança em todo o estado com 1.800 policiais militares atuando na segurança da prova. Protocolo contra a Covid-19, divulgado pelo Inep Uso obrigatório de máscaras para candidatos e aplicadores; Disponibilização de álcool em gel nos locais de prova e nas salas (a quantidade total só será conhecida após a aplicação do exame); Recomendação de distanciamento social no deslocamento até as salas de provas Identificação de candidatos do lado de fora das salas, para evitar aglomeração – haverá marcações no piso para ter distanciamento, caso haja fila Contratação de um número maior de salas: na edição de 2019 foram 140 mil locais de aplicação; agora serão 200 mil no país. Salas de provas com cerca de 50% da capacidade máxima Candidatos idosos, gestantes e lactantes ficarão em salas com 25% da capacidade máxima Higienização das salas de aulas, antes e depois do exame Faixa etária dos candidatos potiguares Menor de 16 anos - 213 16 anos - 1.834 17 anos - 6.763 18 anos - 14.312 19 anos - 14.881 20 anos - 12.277 De 21 a 30 anos - 53.342 De 31 a 59 anos - 25.100 60 anos ou mais - 379

  10. Mudanças acontecem neste domingo (17) e no próximo (24). Agentes de mobilidade também estarão nas principais vias da cidade. Ônibus terão trajetos e horários de circulação diferentes Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi A Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) informou que vai ampliar os horários de circulação e o trajeto dos ônibus neste domingo (17) e no próximo (24) para atender a demanda de estudantes que vão prestar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Natal. Além disso, o órgão vai colocar agentes de mobilidade urbana nos principais corredores para dar suporte a possíveis ocorrências. Entre as mudanças, as linhas N-07 (Alvorada IV/Cidade Jardim) e N-29 (Nova Natal/Nova Descoberta, via Campus) terão seus itinerários estendidos até o Praia Shopping. O objetivo é dar acesso as instituições de ensino localizadas ao longo da Avenida Engenheiro Roberto Freire, na Zona Sul. Já a linha L-51 (Rocas/Pirangi, via Praça) vai circular a partir das 8h30 nos domingos do Enem para atender a demanda do bairro de Neópolis. Pelo bairro ainda circularam as linhas S-50 (Serrambi/Santa Catarina) e O-83 (Felipe Camarão/Ponta Negra, via Cidade Satélite). Já as linhas N-60 (Pajuçara/Mirassol) e N-77 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) vão circular pelo Campus Universitário para permitir o acesso dos estudantes à UFRN a partir das 9h. A linha 588 (Circular UFRN) também irá circular, com três veículos. Além dessas duas linhas, circularão pelo campus da Universidade as linhas N-29, O-63 (Felipe Camarão/Campus), 304 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) e 503 (Planalto/Nova Descoberta). Já a linha N-75 (Parque das Dunas/Alecrim, via Petrópolis) também vai circular para atender a demanda do Parque das Dunas com destino as escolas localizadas na Ribeira, Cidade Alta, Alecrim e Petrópolis. Terão reforço na frota ainda as linhas N-08 (Redinha/Mirassol, via Rodoviária), N-15 (Pajuçara/Petrópolis), O-21 (Felipe Camarão/Areia Preta), O-22 (Felipe Camarão/Rocas, via Bom Pastor), O-30 (Felipe Camarão/Mirassol, via Candelária), N-35 (Soledade/Candelária), L-37 (Rocas/Cidade Satélite, via Praça), O-39 (Cidade Nova/Tirol), S-46 (Ponta Negra/Ribeira, via Praça), L-54 (Rocas/Ponta Negra, via Alecrim), N-70 (Parque dos Coqueiros/Ribeira) e N-84 (Soledade/Petrópolis). A secretaria orienta ainda que os estudantes não deixem para sair de casa em cima da hora para evitar aglomeração no sistema de transporte público, além de possíveis incidentes que gerem atrasos no deslocamento. Trânsito Os agentes de mobilidade urbana estarão nos principais corredores – como Av. Hermes da Fonseca/Sen. Salgado Filho, Av. Bernardo Vieira e Av. Prudente de Morais – e no entorno do campus universitário, além de dar suporte em outros locais em caso de necessidade. Ao todo, serão 29 agentes de mobilidade urbana e 16 viaturas trabalhando na operação.