RN no G1

Últimas notícias de Natal e todo o estado do RN. Acompanhe informações de trânsito, tempo, agenda cultural, telejornais e coberturas da Inter TV Cabugi.
g1 > Rio Grande do Norte

  1. Duas famílias receberam o aluguel social e, segundo a Semtas, as demais famílias optaram por não aderir ao programa neste momento. Alimentos e kits dormitórios foram doados. Na lagoa de captação do Santarém a água tomou conta das ruas e também invadiu casas Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi Pelo menos 15 famílias foram abrigadas na Escola Estadual Adelino Dantas após as casas serem invadidas pela água por conta do transbordamento da lagoa de captação do conjunto Santarém, na Zona Norte de Natal, na madrugada desta sexta-feira (17). Outras duas lagoas também transbordaram na capital potiguar. As famílias são moradoradoras da Rua Taraucá. A escola em que as famílias foram abrigadas também fica nas proximidades da lagoa. 📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp Segundo a Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas), as famílias que ficaram desalojadas foram abrigadas de forma provisória no local. Duas famílias receberam o aluguel social e, segundo a Semtas, as demais famílias optaram por não aderir ao programa neste momento. "Esclarece-se que a permanência das famílias na escola é uma medida temporária, aguardando que as condições climáticas melhorem e a água baixe para que possam retornar com segurança às suas residências", informou a Semtas, em nota. Segundo a pasta, foram providenciados alimentos e também foram doados kits dormitórios e colchões para as famílias. A medida para abrigar as famílias, segundo a Semtas, foi definida no gabinete de crise criada pelo município na manhã desta sexta após as fortes chuvas. Chuva causa transtornos em Natal Lagoas transbordam Pelo menos três lagoas de captação transbordaram em Natal nesta sexta-feira (17) por causa das chuvas: Santarém, Sarney e Makro. As informações são da Defesa Civil de Natal. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), choveu 104 mm na capital potiguar em 24 horas entre quinta e sexta-feira. A chuva que caiu na capital potiguar também deixou pontos de alagamentos em ruas e avenidas da capital. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta para acumulado de chuvas em todo o Rio Grande do Norte até a manhã deste sábado (18). Vídeos mais assistidos do g1 RN

  2. Motorista do caminhão - que sequer possuía CNH - também foi detido na fiscalização que aconteceu na cidade de Assú na madrugada desta sexta-feira (17). Carga foi descoberta em caminhão em Assú, no interior do RN Divulgação/PRF A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem e apreendeu um carga de 145 mil maços de cigarros contrabandeados na madrugada desta sexta-feira (17) na BR-304 em Assú, no interior do Rio Grande do Norte. A carga era levada em um caminhão de cor cinza e estava estimada em cerca de R$ 500 mil. 📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp De acordo com a PRF, os cigarros eram de origem estrangeira e têm a comercialização proibida no Brasil. Por conta disso, o motorista, de 23 anos, também foi detido. Além disso, segundo a PRF, o motorista do caminhão não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) considera a infação gravíssima, com aplicação de multa e possibilidade de detenção de seis meses a um ano. Segundo a PRF, o motorista foi preso pelo crime de contrabando e a ocorrência encaminhada para a Polícia Rodoviária Federal em Mossoró (RN). Vídeos mais assistidos do g1 RN

  3. Dados são do Censo Demográfico de 2022 e foram divulgados nesta sexta (17). Índice é referente às pessoas com 15 anos ou mais que não sabem ler e escrever uma carta simples. Escrita e leitura Fernando Evans/g1 A taxa de analfabetismo no Rio Grande do Norte foi de 13,8%, segundo os dados divulgados nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que estão presentes no Censo Demográfico 2022. A taxa representa quase o dobro da média nacional, que foi de 7%. Os dados do IBGE são referentes às pessoas com 15 anos de idade ou mais que não sabem ler e escrever uma carta simples. Isso representa, segundo os dados do IBGE, aproximadamente 365 mil pessoas no estado de um total de 2,6 milhões de pessoas acima dessa faixa etária. A média de analfabetismo do estado, no entanto, ficou abaixo da média do Nordeste, que foi 14,2%. A região foi a que teve o índice de analfabetismo mais alto do país. Em comparação à última edição da pesquisa, de 2010, houve relativa melhora: um salto de 80,9% de alfabetizados no Nordeste para 85,79%. Veja índices de analfabetismo no Nordeste (do maior para o menor): Alagoas - 17,6% Piauí - 17,2% Paraíba - 15,9% Maranhão - 15% Ceará - 14,1% Rio Grande do Norte - 13,86% Sergipe - 13,81% Pernambuco - 13,4% Bahia - 12,6% Raças O IBGE também apontou que o analfabetismo é maior no RN entre pessoas pretas. Veja os índices por raça no estado: Branca - 10,9% Preta - 20% Parda - 14,7% Homens e mulheres A taxa de analfabetismo no estado foi maior entre os homens (16,6%). As mulheres tiveram índice de 11,3%. Idades Quanto às faixas etárias, a média de pessoas analfabetas entre 15 e 19 anos foi a mais baixa, enquanto a faixa com pessoas acima de 65 anos atingiu um índice de 37%. Veja abaixo média de analfabetismo por faixa de idade no RN: 15 a 19 anos - 2,7% 20 a 24 anos - 3% 25 a 35 anos - 4,1% 35 a 44 anos - 8,9% 45 a 54 anos - 17,3% 55 a 64 anos - 24,1% 65 anos ou mais - 37,2% Taxa de alfabetização: veja a cobertura na sua cidade Como o Censo funciona? 🤔 O que é o Censo? É uma pesquisa realizada pelo IBGE para coletar dados sobre a população brasileira. Ela permite traçar um perfil socioeconômico do país. 🚨 Por que ele é importante? O Censo identifica informações essenciais para a criação de políticas públicas. A partir delas, é possível direcionar os recursos financeiros da União para estados e municípios, como nas áreas de saúde, educação, habitação, transportes e energia. 📝Como os dados foram coletados? Foram três formas de participação: entrevista presencial (98,9% dos casos), por telefone (entrevistas feitas por recenseadores) ou preenchimento de formulário on-line. O Censo entrevista os brasileiros na residência habitual, seja um lar particular, coletivo (asilos) ou improvisado (nas ruas, por exemplo). Vídeos mais assistidos do g1 RN

  4. Pelo menos três lagoas de captação transbordaram, segundo a Defesa Civil do município. Lagoa do Aderbal, em Parnamirim transbordou Cedida Em Parnamirim, na Grande Natal, pelo menos três lagoas de captação transbordaram por causa do volume de chuvas: Lagoa do Aderbal, em Boa Esperança; Lagoa de Nova Esperança; e Lagoa Antônio Pontes, no bairro Parque de Exposições. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), das 7h de quinta (16) até 7h de sexta (17) choveu 66,5 mm em Parnamirim. O volume é considerado muito intenso já que a média para o mês inteiro é de 115 mm. Inmet emite alerta de acumulado de chuvas para todo o RN O cemitério de Parnamirim também alagou. Assim como a Rua das Acácias, em Pium, e a Avenida Olavo Montenegro, em Nova Parnamirim. Na Olavo Montenegro a lama tomou conta da pista. Sem conseguir passar alguns carros retornavam na contramão. Trecho da Avenida Olavo Montenegro, em Parnamirim, ficou alagado

  5. Lagoas do Santarém, Sarney e Makro não aguentaram o volume das chuvas, segundo a Defesa Civil do município. Em alguns locais a água invadiu casas. A Lagoa do Loteamento José Sarney, na Zona Norte de Natal, transbordou já na madrugada Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi Pelo menos três lagoas de captação transbordaram em Natal nesta sexta-feira (17) por causa das chuvas: Santarém, Sarney e Makro. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), das 7h de quinta (16) até 7h de sexta (17) choveu 42.7 mm na capital potiguar. Inmet emite alerta de acumulado de chuvas para todo o RN Chuva causa alagamentos em ruas e avenidas de Natal; veja pontos A Lagoa do Loteamento José Sarney, na Zona Norte de Natal, transbordou já na madrugada. A água invadiu a casa de moradores de ruas próximas. "Faz 14 anos que a gente vive nessa situação. Todo ano as famílias aqui perdem tudo, móveis, eletrodomésticos, muitas pessoas ficam ilhadas sem poder sair de casa", disse a professora Neiva Castro. A Defesa Civil da capital informou que "acionou os órgãos competentes para tomar as devidas providências, tanto para as questões vinculadas à manutenção da lagoa quanto para o atendimento da população atingida". Na lagoa de captação do Santarém a água tomou conta das ruas e também invadiu casas. O problema também é antigo nesta área. Na lagoa de captação do Santarém a água tomou conta das ruas e também invadiu casas Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi Lagoa de Captação do Santarém, na Zona Norte de Natal, também transbordou Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

  6. Alerta é válido até às 10h deste sábado (18). Inmet emite alerta de acumulado de chuvas para todo o Rio Grande do Norte Reprodução/Inmet O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um novo alerta de acumulado de chuvas para todo o Rio Grande do Norte. O alerta é válido até às 10h deste sábado (18). De acordo com o alerta, as chuvas podem variar entre 20 e 30 milímetros (mm) por hora ou até 50 mm por dia. Ainda segundo o Inmet, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas. O Inmet recomendou que, em caso de rajadas de vento, a população não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas. Outras recomendações são de não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, bem como evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada. Alagamentos Em Natal, várias ruas ficaram parcialmente intransitáveis por causa de alagamentos. Na Rua Tuiuti, no bairro Petrópolis, e atingiu a fiação de energia elétrica. Em Nova Parnamirim, na Avenida Olavo Montenegro, a lama tomou conta da pista. Sem conseguir passar, alguns carros retornavam na contramão.

  7. Capital potiguar amanheceu com fortes chuvas nesta sexta (17). Avenida Afonso Pena tem pontos de alagamento Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi A chuva que caiu sobre Natal e cidades da região metropolitana da capital potiguar na manhã desta sexta-feira (17) causou alagamentos e lentidão do trânsito em diferentes vias. Confira os pontos de alagamento, se acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU): Ponto de alagamento transitável na avenida Cap Mor Gouveia x av Adolfo Gordo Ponto de alagamento transitável na avenida Solange Nunes, próximo ao posto de combustível Ponto de alagamento transitável na rua dos Canindés x rua Presidente Sarmento Ponto de alagamento parcialmente transitável na avenida Lima e Silva, entre a avenida Interventor Mário Câmara e rua dos Caicós Ponto de alagamento parcialmente transitável na avenida Amintas Barros, entre a av Interventor Mário Câmara e rua dos Caicós Ponto de alagamento parcialmente transitável na avenida Nevaldo Rocha, próximo a antiga SEMTAS, sentido Zona Norte Ponto de alagamento parcialmente transitável na avenida Prudente de Morais, próximo ao Corpo de Bombeiros, sentido sul Ponto de alagamento parcialmente transitável na avenida Prudente de Morais x avenida Nascimento de Castro Ponto de alagamento transitável na avenida Coronel Estevam X avenida Alexandrino de Alencar Ponto de alagamento na avenida Senhor do Bonfim, próximo a avenida Doutor João Medeiros Filho Ponto de alagamento transitável na rua Mossoró X Afonso Pena Ponto de alagamento transitável na avenida Paulistana, próximo a lagoa de captação Ponto de alagamento transitável na avenida Romualdo Galvão x avenida Alexandrino de Alencar Ponto de alagamento transitável na avenida Itapetinga próximo à igreja católica Por volta das 6h uma árvore caiu na Rua Tuiuti, no bairro Petrópolis, e atingiu a fiação de energia elétrica. Um poste ficou tombado, mas não comprometeu o fornecimento de energia. A Cosern informou que uma equipe foi enviada ao local para fazer a troca do poste. Árvore caiu na Rua Tuiuti, Petrópolis, em Natal Vinícius Marinho/Inter TV Cabugi Rua João XXIII, próximo ao cruzamento com a Hermes da Fonseca, em Natal Vinícius Marinho/Inter TV Cabugi

  8. Vítima foi Ares Frank Bandeira dos Santos, de 37 anos de idade, que foi alvejado por homem envolvido em acidente com o sobrinho dele. Suspeito foi detido no desvio privado de Lajes. Ares Frank Bandeira, de 37 anos, foi morto a tiros em Lajes Arquivo pessoal Um empresário foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (16) após uma briga de trânsito na cidade de Lajes, no interior do Rio Grande do Norte. O suspeito pelo crime foi preso horas depois pela Polícia Civil. A vítima do foi identificada como Ares Frank Bandeira dos Santos, de 37 anos de idade. Os policiais militares da região explicaram que o empresário havia ido atrás do suspeito do crime após o homem ter se envolvido em um acidente de trânsito com um sobrinho dele. O sobrinho teria sido atropelado, segundo a PM. 📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp O suspeito, então, teria atirado contra o empresário, que chegou a ser socorrido para um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Suspeito foi preso em Lajes, no interior do RN Redes sociais O suspeito do crime foi preso por policiais civis no desvio improvisado que tem sido usado na BR-304, na própria cidade de Lajes. Ele estava em um carro com uma mulher e duas crianças, de acordo com a polícia. Em nota, a prefeitura de Lajes lamentou a morte do empresário e disse que Ares Frank foi "vítima de um ato covarde e brutal, deixando uma profunda dor no coração de todos os lajenses pela sua partida repentina." O empresário era casado com uma servidora da Secretaria de Saúde de Lajes. Vídeos mais assistidos do g1 RN

  9. Fato foi flagrado na tarde desta quinta (16) por comerciantes que trabalham nas margens da pista e que disseram que essa não foi a primeira vez que os jovens fizeram a ação. Vídeo mostra adolescentes correndo em cima de cobertura de passarela na Grande Natal Adolescentes foram flagrados na tarde desta quinta-feira (16) em cima da cobertura de uma passarela na BR-101 no município de Parnamirim, na Grande Natal. Comerciantes da região gravaram o momento em que os jovens passaram andando e até correndo no trecho (veja vídeo). Os comerciantes que conversaram com a Inter TV Cabugi explicaram que essa não foi a primeira vez que os adolescentes se colocaram em risco na passarela, que tem cerca de 5,5 metros de altura da base até a pista - a cobertura é ainda mais alta. 📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp Adolescentes correndo em cima de passarela na Grande Natal Reprodução Um dos comerciantes comentou que os adolescentes já fizeram esse movimento no mesmo horário em outras oportunidades. O comerciante acredita que isso possa ter ocorrido logo após os jovens deixarem a escola. Para conseguirem ter acesso ao topo da passarela, os adolescentes escalaram uma grade na entrada da estrutura, segundo os comerciantes. LEIA TAMBÉM INFRAÇÕES: Dupla é flagrada fazendo manobras com quadriciclo na BR-101 As testemunhas disseram que, quando perceberam que os adolescentes subiriam novamente na cobertura nesta quinta, pediram para eles não repetirem a ação e avisaram até que chamariam a polícia. Uma adolescente, no entanto, disse que era aniversário dela e que não sairia porque estava comemorando. A Inter TV Cabugi procurou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) para falar sobres os riscos dessa ação, mas não recebeu respostas até a atualização mais recente desta matéria. Passarela tem 5,5 metros da base até a pista Francielly Medeiros/Inter TV Cabugi Vídeos mais assistidos do g1 RN

  10. Após passar pela Câmara, projeto havia sido vetado integralmente pelo prefeito Álvaro Dias (Republicanos) em janeiro deste ano, sendo considerado inconstitucional. Motoentregadores trabalham durante horários dos jogos em Natal Reprodução/Inter TV Cabugi A Câmara Municipal de Natal (CMN) derrubou o veto da prefeitura e aprovou nesta quinta-feira (16) o projeto de lei que autoriza que entregadores deixem os pedidos feitos por aplicativos nas portarias dos condomínios de prédios e casas na capital potiguar. O projeto, que havia sido aprovado pelos vereadores em dezembro de 2023, foi vetado integralmente pelo prefeito da capital potiguar, Álvaro Dias (Republicanos), em janeiro deste ano (entenda mais abaixo os motivos do veto). Com isso, ele retornou à Casa Legislativa. 📳Participe do canal do g1 RN no WhatsApp O veto da prefeitura foi derrubado em um parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da CMN. A pauta passou por discussão única dos vereadores em sessão ordinária nesta quinta. O projeto agora volta ao prefeito para ser promulgado em até 48 horas. Caso isso não ocorra e após esse tempo, o presidente da Câmara deve promulgar o projeto de lei. O projeto aprovado retira a obrigação dos entregadores de deixarem os pedidos feitos por aplicativos nos andares ou casas dos clientes em condomínios verticais ou horizontais. Leis semelhantes foram aprovadas e entraram em vigor em Fortaleza (CE), em julho do ano passado, e no estado da Paraíba, em dezembro do ano passado. Projeto de lei O texto do projeto, de autoria do vereador Daniel Valença (PT), explica que o objetivo da lei é "eliminar o tempo de trabalho não pago às trabalhadoras e aos trabalhadores por aplicativo consistente no deslocamento entre a portaria e a unidade condominial de onde o consumidor demandou a mercadoria". “Quando nós identificamos esse problema e propusemos esse projeto de lei com essa perspectiva, foi aprovado em consenso e posteriormente o prefeito vetou", explicou o vereador. O parlamentar disse que desde o veto teve início uma mobilização da categoria e de órgãos, como o Ministério Público do Estado e do Ministério Público do Trabalho, "alertando também para um componente de saúde". "Por isso, foi construído novamente um grande consenso, que conseguimos dialogar com a liderança do governo, que foi sensível e mudou a posição do governo”, completou. O projeto também foi pauta de uma audiência pública no início do mês de maio na Câmara Municipal de Natal, o que, para o vereador Heberth Sena (PV), foi fundamental para a aprovação do projeto. "Trouxemos a promotoria, os diretores dos hospitais, o Detran e o programa de vídeo no trânsito. Foi passado alguns dados preocupantes para todos nós vereadores. Dentre eles, a informação de que a cada 10 acidentes, 8 são de motos entregadores, chamando a atenção também de 800 acidentes mensais só em nossa cidade", disse. Veto da prefeitura O prefeito Álvaro Dias justificou o veto alegando que o projeto de lei era inconstitucional por ser competência da União Federal legislar sobre o direito civil e sobre as condições para o exercício de profissões. Além disso, o prefeito citou, no veto, que definir onde as entregas devem ser feitas "são questões da seara privada que devem ser decididas por cada condomínio, via regimento interno, não cabendo ao Poder Legislativo Municipal imiscuir-se [tomar parte] sobre tal matéria". Exceções do projeto de lei O texto do projeto de lei prevê que entregadores e clientes podem acertar a entrega nas próprias portas mediante pagamento de gorjeta. Um exceção prevista também é para casos de pedidos de pessoas com deficiência, mobilidade reduzida, gestantes, lactantes e as pessoas com criança de colo. Vídeos mais assistidos do g1 RN