Banner

Assembleia Legislativa

Conexão Enem da TV Assembleia antecipou tema da redação

Imprimir
PDF

O professor João Maria de Lima, coordenador do programa Conexão Enem, da TV Assembleia, acertou, mais uma vez, o tema da Redação do Enem 2016, que versou sobre o combate a intolerância religiosa. Através do programa Conexão Enem, transmitido pela TV Assembleia em 15 de setembro deste ano, o professor e sua equipe explicaram por que o aluno deveria ter atenção a temática.

O sucesso da proposta do programa tem sido coroado com o acerto do tema da prova de Redação. Em 2015 também foi assim. Já no segundo aulão, exibido ao vivo no domingo, 4 de outubro, o tema abordado naquele dia foi o papel da mulher na sociedade contemporânea. Um dos blocos do programa discutiu a violência contra a mulher, que foi tema da Redação do Enem, prova realizada no dia 25 de outubro daquele ano.

"O programa Conexão Enem demonstra assim que tem uma grande contribuição para ajudar na preparação dos candidatos", ressaltou o professor João Maria de Lima. A exibição vai ao ar sempre as quintas-feiras, das 19h30 às 20h30, pela TV Assembleia.

"É com muita alegria que parabenizo o professor João Maria de Lima, que mais uma vez antecipou o tema da redação do Enem 2016 que versou sobre o combate a intolerância religiosa. Isso demonstra a qualidade e a seriedade do Conexão Enem, programa que idealizamos e apoiamos na atual gestão da Assembleia Legislativa. Parabéns ao time do Conexão Enem e aos profissionais da TV Assembleia. Convido os alunos do Rio Grande do Norte para acompanharem o programa Conexão Enem ao longo do próximo ano", destacou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Interativo, o programa usa a rede social Whatsapp para receber opiniões, sugestões e perguntas. Este ano, para a preparação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Conexão Enem também promoveu 4 aulões aos domingos, no do auditório da Casa, com transmissão ao vivo pela TV Assembleia, das 8h às 12h.

Com apresentação do professor de Redação, João Maria de Lima, o programa conta com a participação de outros professores e especialistas em diversas áreas de conhecimento. O público que acompanha as aulas é bem diferenciado. Além de jovens estudantes, que são a maioria, o programa também atrai a atenção e participação de pais e professores. Com vídeos, slides e reportagens especiais elaboradas pela equipe da TV Assembleia, o programa tem sido acompanhado com atenção em todas as regiões do Estado.

O professor João Maria de Lima destaca que entre 2015 e este ano a proposta do programa evoluiu. "Tivemos um programa que, além de preparar para o Enem, também abriu espaço para discutir a educação em geral e isso abre o leque das nossas discussões, entrevistas e assuntos abordados", afirma o apresentador.

Comentários (0)

Assembleia promove sessão solene pelo Dia do Aviador nesta sexta-feira

Imprimir
PDF

Dia do Aviador é comemorado na AL

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte celebra nesta sexta-feira (4), às 9h30, o Dia do Aviador, em sessão solene proposta pelo presidente da Casa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB). A data é comemorada no dia 23 de outubro, quando o patrono da Força Aérea Brasileira (FAB), Alberto Santos Dumont, voou com seu 14 Bis, em 1906, em Paris.

"Por seu valor e representatividade, o dia 23 de outubro foi escolhido como o Dia do Aviador e também o dia da Força Aérea Brasileira (FAB). Recorrente de um grande brasileiro, Alberto Santos Dumont, que cobriu nosso país de glórias no dia 23 de outubro de 1906, ao ser responsável pelo 14 Bis, primeiro avião a ganhar os céus. Um dia para homenagear aqueles que aprenderam a dominar a arte de voar e souberam transformá-la em um ofício que aproxima pessoas e diminui distâncias, transporta recursos e esperança, conduz progresso e leva integração, promove a paz e a segurança, além de alimentar a eterna aspiração de liberdade dos homens", afirma Ezequiel Ferreira.

A Base Aérea de Natal (BANT), que ficou conhecida na II Guerra Mundial como "O Trampolim da vitória" completou 74 anos de ativação. Foi criada pelo Decreto Lei nº 4.142 de 2 de março de 1942, porém só iniciou suas atividades em 7 de agosto do mesmo ano, assinado pelo então ministro da Aeronáutica do Governo do presidente Getúlio Vargas, Salgado Filho. A BANT tem hoje a missão de apoiar as unidades de Aeronáutica que nela operem permanentemente, temporariamente ou estejam sediadas. Atualmente, conta com Unidades que desempenham tarefas operacionais de formação de pilotos de caça, de transporte, de patrulha, de reconhecimento e de helicóptero e treinamento de militares e segurança do espaço aéreo nacional.

A FAB conta hoje com 67 mil homens e mulheres em seus quadros, tem a missão de manter a soberania do espaço aéreo nacional, prevenindo e impedindo a prática de atos hostis ou contrários aos interesses do país. A solenidade vai contar com a presença de representantes da Força Aérea Brasileira (FAB) e de autoridades dos diversos segmentos da sociedade civil

Comentários (0)

Comissão aprova projeto para identificação de crianças em hotéis

Imprimir
PDF

ALBERTO_DISSON

Um importante projeto, na opinião do deputado Albert Dickson (PROS), para uma cidade turística como Natal, foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em sua reunião nesta terça-feira (1). De autoria do deputado Ricardo Motta (PSB) o Projeto de Lei Ordinária 125/16 dispõe sobre a Obrigatoriedade de Estabelecimentos Hoteleiros Identificarem Crianças e Adolescentes Hospedadas.

"Essa é uma matéria muito importante, principalmente para Natal uma cidade turística. Muitas crianças e adolescentes circulam nos hotéis sem identificação. A identificação vai garantir mais segurança às crianças e adolescentes, aos seus pais e aos funcionários dos hotéis. O Rio Grande do Norte está dando um passo à frente. Em outros países essa prática já existe", comentou o presidente da CCJ, deputado Albert Dickson.

Outra matéria destacada na relação das 10 matérias discutidas e votadas na sessão foi a que altera a Lei 10.075 que institui a obrigatoriedade de aposição do selo fiscal de controle em vasilhames acondicionadores de água mineral natural ou água adicionada de seis minerais, de autoria do deputado Carlos Augusto Maia (PSD).

Dois vetos do Governador do Estado a projetos aprovados foram rejeitados pela CCJ. Um deles foi o do Projeto de Lei que cria o Programa Pedagógico Hospitalar às Crianças e Adolescentes Hospitalizados, de inciativa do deputado Carlos Augusto. O outro foi da matéria de iniciativa do deputado Nélter Queiroz (PMDB) que obriga os estabelecimentos que comercializam bebidas alcoólicas a informar números de telefone de ponto de táxi da região ou de centrais de Rádio.

Além das matérias da pauta de votação, foram distribuídos quatro projetos para os relatores apresentarem os pareceres na reunião da próxima terça-feira (8). Participaram da reunião os deputados Albert Dickson, Carlos Augusto, Kelps Lima (Solidariedade) e Márcia Maia (PSDB).

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

Assembleia cria projeto de apoio a crianças com microcefalia e autismo

Imprimir
PDF

AL

Cuidar das pessoas. Essa é uma das missões da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, indo além do seu papel de legislar. É dentro deste propósito que a Casa lança o projeto "Quebrando Mitos" para garantir direitos e apoio às famílias que fazem parte da parcela da população portadora de patologias, síndromes e transtornos do neurodesenvolvimento. A primeira ação acontece nesta segunda-feira (7), quando profissionais da saúde e da educação receberão capacitação sobre microcefalia e outras doenças.

"Atualmente o Rio Grande do Norte enfrenta um crescimento de casos de microcefalia, já encarados como epidemia diante do frequente aumento de diagnósticos. Outro fator relevante que estimulou o lançamento do programa é o autismo, que hoje pode ser diagnosticado precocemente e assim possível de minimizar os danos no desenvolvimento. Por isso, é importante poder discutir aos olhos da legislação, onde as pessoas devem ser amparadas pelo Estado", disse o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

O projeto tem previsão para acontecer durante dois anos e vai beneficiar crianças de 0 a 48 meses. A ação será levada para municípios do Rio Grande do Norte, contemplando assim as famílias que não podem deslocar-se aos grandes centros. "Há uma dificuldade de acesso a profissionais qualificados que visem um indivíduo integralizado na sociedade", disse Helga Torquato, psicóloga e uma das coordenadoras do projeto.

No primeiro momento, a legislação americana, que é exemplo no que diz respeito aos direitos a portadores de deficiência, será analisada e poderá servir de base para a construção da legislação local. Nesta segunda-feira, palestrantes de renome nacional ministrarão o Seminário para os profissionais envolvidos na ação, das 8h30 às 13h, no auditório da sede do Poder Legislativo.

Palestrantes

Meca Andrade

Maria América Andrade é analista do comportamento e tem 20 anos de experiência de trabalho em instituições Americanas com transtornos do desenvolvimento.

Renata Tibiryça

Renata Tibiryça é defensora pública do Estado de São Paulo, doutoranda em Distúrbios do Desenvolvimento, coordenadora do Núcleo Especializado dos Direitos do Idoso e da pessoa com deficiência.

Comentários (0)

Audiência discute atenção e atendimento a pessoas com fissura labiopalatal no RN

Imprimir
PDF

assembleia_audienciafissura

O tratamento de pessoas que possuem fissura labiopalatal, conhecido como lábio leporino, foi tema de audiência pública na tarde desta terça-feira (29), na Assembleia Legislativa. Por iniciativa da deputada Larissa Rosado (PSDB), representantes de entidades que tratam sobre assunto e autoridades da área de Saúde Pública discutiram formas de se melhorar o atendimento às pessoas que têm o problema.

A fissura labiopalatal é resultado de má-formação durante o desenvolvimento embriológico do bebê, que implica o lábio, no palato (céu da boca) ou ambos. Caso nasça com o problema, a pessoa pode ter uma fenda no lábio, que pode se estender até à base do nariz, e também uma abertura no céu da boca, em que é possível observar o septo nasal, bem como as conchas inferiores e pode atingir o palato duro e o palato mole. Nesses casos, o canal nasal se comunica com o canal alimentar, o que pode gerar diversas complicações de saúde, além da estética. Por isso, o tratamento requer atuação não somente de um cirurgião plástico, mas também de profissionais de outras áreas. A necessidade de dar atenção a esse público foi o motivo da proposição da audiência pela deputada Larissa Rosado.

"Esse é um tema que precisa de atenção do Poder Público. Só as pessoas que têm o problema e seus familiares sabem sobre as dificuldades da situação. Um atendimento multidisciplinar é fundamental e é preciso que a população tenha conhecimento sobre isso", explicou Larissa Rosado.

Durante o encontro, representantes da Associação dos Pais e Amigos de Fissurados do Rio Grande do Norte (Apafis/RN) expuseram a situação do atendimento no estado. Explicando um pouco sobre o cotidiano das pessoas que têm o problema, que precisam de tratamento, em alguns casos, dos 8 aos 18 anos, o presidente da Apafis, Francisco Edivan de Oliveira Silva, explicou que é necessária a criação de um centro de excelência para o atendimento aos fissurados e também uma maior divulgação para o problema, fazendo com que as pessoas que têm filhos com esse problema informes às autoridades de saúde e não escondam as crianças.

"O Rio Grande do Norte é um estado que tem várias pessoas nessa situação e é preciso que elas saibam que podem e devem recorrer ao atendimento de saúde, que é mais complexo do que muitas pessoas pensam", disse.

De acordo com o coordenador de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde do Estado (Sesap), Marco Aurélio de Oliveira, o Brasil conta somente com um centro de excelência no tema, que fica em Bauru, e também possibilidade de atenção em Recife. Segundo ele, atuam integradamente profissionais médicos, odontólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais e psicólogos. A Sesap, segundo ele, arca com os custos de todo o translado e sempre consegue as vagas para o tratamento. Contudo, o coordenador disse que é preciso que a população procure o atendimento.

"Essa notificação é necessária, mas muitas vezes as maternidades não fazem. É preciso que se receba o devido tratamento. Os cuidados devem começar a partir da maternidade. Não é só uma cirurgia plástica. Precisamos imediatamente criar em Natal um centro, apesar de que todos os pacientes que chegam à Sesap são atendidos em Bauru ou em Recife e a Sesap arca com o tratamento, que é caríssimo. Só não recebe o tratamento se as famílias não encaminharem", garantiu Marco Aurélio.

Segundo o diretor-técnico do Centro Especializado em Reablitação, Ítalo Moreira, há uma equipe muitidisciplinar, onde o paciente não precisa fazer agendamento para fazer o acompanhamento. São oito tipos de profissionais para fazer esse acompanhamento, com 12 especialidades médicas, odontólogos especialistas nessa situação, assim como psicólogos. apesar de não ser um centro de excelência, Moreira garante que pode ser prestado um serviço de alta qualidade aos pacientes.

"Não temos (um centro) como a sociedade civil nos pede, mas atende e dá uma assistência através das redes que existe. Se um cirurgião plástico não é possível, mas se pode ver junto à rede hospitalar essas cirurgias. Mas é preciso que nos procurem", afirmou.

No encerramento da audiência, a deputada Larissa Rosado se comprometeu a buscar formas de contribuir através dos canais de comunicação da Assembleia com a conscientização da população sobre o tema, assim como se manter à disposição para contribuir com os pleitos dos fissurados e familiares.

IMG-20171205-WA0069

Comentários (0)