Banner

Política

Ex-deputado João Maia recebeu mais de R$ 1,2 milhão de propina em obras na BR-101 no RN, dizem delatores

Imprimir
PDF

joaomaia_gabinete

O ex-deputado João Maia (PR) teria recebido pelo menos R$ 1,2 milhão em propina paga por apenas uma das três empresas que participaram do consórcio responsável por parte das obras na BR-101 no Rio Grande do Norte, entre 2008 e 2010. A informação está em um acordo de delação premiada firmada pelo Ministério Público Federal com os os engenheiros Roberto Capobianco, Marco Aurélio Costa Guimarães e Frederico Eigenheer, da Construcap, à qual o G1 teve acesso.

O caso é investigado pela Operação Via Ápia, deflagrada em 2010 e e que está em fase de depoimento de testemunhas ao juiz Mário Jambo, da 2ª Vara da Justiça Federal, em Natal. A operação apurou um esquema de pagamento de propina das empresas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Os delatores estão entre os ouvidos pelo juiz. Ao todo, são 25 réus.

João Maia, que não é réu no processo que está correndo na Justiça, já tinha sido citado pelo próprio sobrinho, Gledson Golbery Maia - ex-chefe de Serviço de Engenharia do Dnit - que também fechou acordo de delação. Na terça-feira (6), ele confirmou à Justiça, as informações que já tinha prestado ao MPF.

Com informações do G1/RN

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

Deputado da oposição, Gustavo Carvalho, diz esperar que justiça seja feita e que Tomba seja inocentado em processo de inelegibilidade

Imprimir
PDF

gustavo_tomba

Embora seja adversário politico no município de Santa Cruz, o deputado estadual Gustavo Carvalho, na tarde de hoje, na Assembleia Legislativa, se solidarizou com deputado estadual Tomba Farias, com relação a decisão de magistrada daquele município, que determinou em sentença de primeira instância a inelegibilidade do parlamentar e o afastamento da prefeita Fernanda Costa do exercício do cargo.

Para Gustavo Carvalho, a justiça deverá reconhecer que Tomba Farias não tem qualquer culpa que possa justificar o envolvimento do seu nome no processo de abuso do poder econômico, no qual aparece citado.

"Na cidade Santa Cruz, eu conto com a oposição a Vossa Excelência, mas, mesmo assim, nunca deixei de ter admiração e reconhecimento pelo trabalho que Vossa Excelência e sua esposa, a prefeita Fernanda, desenvolveram em prol do município. Se tem alguém nesse Plenário que possa ter maior legitimidade para se solidarizar com Vossa Excelência, essa pessoa é o deputado Gustavo Carvalho", destacou.

De acordo com Gustavo Carvalho, ao contrário da tese defendida pelo Ministério Público, a participação de um grupo de 50 idosos em um evento realizado pela Secretaria de Assistência Social em uma casa de Praia de familiares do deputado Tomba Farias, não teve qualquer influência no resultado da eleição para prefeito de Santa Cruz, em 2016.

"Espero que Santa Rita de Cássia possa iluminar a justiça, e ter o reconhecimento, através do recurso que irá impetrar, de que Vossa Excelência não tem nenhuma culpa", enfatizou.

FATOS

Por sua vez, o deputado Tomba Farias se pronunciou sobre o assunto para expor sua versão dos fatos envolvendo o seu nome. Segundo ele, alguns veículos de comunicação noticiaram de forma errônea a informação sem explicar como a questão realmente aconteceu, impedindo a compreensão da mesma por parte da sociedade.

O parlamentar criticou a postura da jornalista Ana Ruth, que, na sua opinião, teria usado seu espaço na mídia para lhe achincalhar, já que é casada com o médico Marcos Lima, um adversário derrotado nas urnas de Santa Cruz por diversas vezes.

"Veículos de comunicação não podem ser usados para a prática de proselitismo politico". Ele ainda enfatizou que o exercício do jornalismo não pode ser misturado com o sentimento de não aceitação do resultado das urnas.

IDOSOS

"Existe um programa em Santa Cruz, registrado na LOA (Lei Orçamentária Anual), que prevê a celebração do Dia do Idoso todos os anos no município. Todos os anos, inclusive em 2016. Idosos, aliás, com mais de 70 anos e, por isso mesmo, sem obrigação de ir às urnas. É essa comemoração que está sendo questionada. Além disso, a maioria de votos na cidade foi de 6.410, uma diferença bem superior ao número de 50 idosos que participaram da atividade", argumentou o deputado durante pronunciamento.

Tomba Farias esclareceu ainda que a casa de praia que recebeu a visitação dos idosos não é de sua propriedade, e que faz parte de uma herança dividida entre irmãos. O parlamentar destacou ainda que nem ele, nem a prefeita Fernanda Costa se fizeram presente ao evento do grupo de idosos.

O parlamentar ressaltou também que no ano de 2016, quando ocorreu o episodio, ele não era candidato a nenhum cargo eletivo. Segundo afirma, a eleição municipal em Santa Cruz foi uma campanha com base na prestação de contas do que foi realizado no primeiro mandato da prefeita Fernanda Costa.

Por Assessoria

autoescolar3a1banner

Comentários (0)

Tomba Farias grava depoimento protestando contra a transferência de policiais civis de Currais Novos para Acari

Imprimir
PDF

Tomba.JPG-parlamento

Em um depoimento gravado em vídeo, o deputado estadual Tomba Farias (PSB) protestou contra a transferência de policiais civis da cidade de Currais Novos para Acari. "Nada contra que os policiais civis sirvam também ao povo de Acari, mas uma cidade como Currais Novos, tão grande, passa por vários problemas de segurança. O CDP já foi fechado, o plantão do final de semana foi retirado, e agora, se fizerem a transferência de dois policiais, como vai funcionar a Polícia Civil de Currais Novos?", questionou.

O parlamentar destacou que na terça-feira próxima fará um pronunciamento na Assembleia Legislativa, cobrando um posicionamento do Governo do Estado. Tomba Farias disse ainda que já entrou em contato com a secretária de Segurança Pública, Sheila Maria Freitas de Souza Fernandes e Melo, a quem pediu uma solução para o problema.

Get Adobe Flash player

IMG-20171205-WA0069

Comentários (0)

Após pleito do deputado Tomba Farias, secretária Sheila Freitas busca alternativas para não transferir policiais de Currais Novos

Imprimir
PDF

tomba_farias_DEPUTADO_ESTADUALApós reivindicação que lhe foi feita pelo deputado estadual Tomba Farias (PSB), a secretária de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte, Sheila Freitas, prometeu buscar soluções para evitar a transferência de policiais civis de Currais Novos para Acari.

Segundo Tomba, a secretária Sheila explicou que a transferência dos agentes para Acari atende determinação judicial e, no prazo de uma semana, serão estudadas novas alternativas para a transferência de outros policiais que não sejam os de Currais Novos.

"Nada contra que os policiais civis sirvam também ao povo de Acari, mas uma cidade como Currais Novos, tão grande, passa por vários problemas de segurança. O CDP já foi fechado e o plantão do final de semana foi retirado. Mas a secretária nos tranquilizou e disse que até a próxima semana a situação será resolvida", concluiu Tomba.

banner_odontopremium

Comentários (0)

Parecer de Tomba Farias garante retorno do pagamento da produtividade para funcionários da Saúde

Imprimir
PDF

DEPUTADO_TOMBA_FARIAS_dezembro

Graças a parecer favorável do deputado estadual Tomba Farias (PSB), a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vai aprovar o projeto de Lei que restabelece a gratificação de produtividade nos contra-cheques de ocupantes de cargos comissionados da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte, benefício que foi anteriormente subtraído por ocasião da aprovação da Lei 10.203, que garantiu o aumento da remuneração dos detentores de cargos em comissão da administração direta, autarquia e fundações .

De acordo com o parecer aprovado por Tomba Farias, a reimplantação da gratificação nos contra cheques dos servidores da saúde será retroativa ao dia 1 de agosto.

Com a aprovação da lei que garantiu o aumento da remuneração dos cargos comissionados em geral, o governo tirou a produtividade dos funcionários da Saúde. "O governo deu o aumento com uma mão e tirou a produtividade com a outra. Teve servidor que ganhou aumento de R$ 1.000,00 e perdeu R$ 1.300,00 de gratificação; ou seja, teve um decréscimo do salário", explicou.

O parlamentar destacou ainda que o seu parecer foi favorável ao retorno do pagamento da produtividade, já que o benefício é pago com verba do governo federal e em nada vai afetar as finanças do Estado. "Além disso, trata-se de uma questão de justiça, pois são esses comissionados que mais trabalham e produzem", finalizou.

IMG-20171205-WA0069

Comentários (0)