Banner

Nacional

BB vai ampliar financiamentos

Imprimir
PDF

O plano do ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, de ampliar o crédito sem conceder novos subsídios começará a ser colocado em prática pelo Banco do Brasil. O banco vai destinar mais R$ 10 bilhões para o financiamento agrícola, a juros mais baixos, sem a necessidade de ajuda do Tesouro Nacional. Isso será possível porque a instituição foi dispensada de guardar uma parte da poupança rural no Banco Central.

O BB é o único dos grandes bancos que capta recursos da poupança rural - os outros bancos só captam poupança para financiamento imobiliário. Por isso, precisa seguir a determinação de desembolsar 74% desses recursos em operações ao produtor rural. Quando não cumpre a exigência, é preciso depositar o dinheiro não emprestado no Banco Central, que remunera pela taxa básica de juros, a Selic.

banner_carloschagas

Comentários (0)

Vendas do comércio têm o maior recuo desde março de 2003

Imprimir
PDF

As vendas do varejo brasileiro registraram em novembro o pior resultado em 12 anos. Na comparação com o mesmo mês de 2014, o recuo foi de 7,8%, o maior desde março de 2003, quando a retração passou de 11%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Já em relação a outubro, o comércio brasileiro mostrou sua segunda alta seguida, de 1,5%, depois de registrar resultados seguidamente negativos durante o ano de 2015, que acumula baixa de 4% no volume de vendas.

Entre todos os segmentos do comércio, os hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, cujas vendas caíram 5,7%, exerceram a principal pressão negativa sobre o índice geral na comparação anual.

Comentários (0)

Participantes do Enem com pendências não conseguem acessar nota

Imprimir
PDF

Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que têm alguma pendência com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ainda não conseguiram acessar o resultado na internet. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Inep, que diz que os casos são pontuais.

As notas foram divulgadas na sexta-feira (8) e estão disponíveis na Página do Participante. Alguns estudantes, no entanto recebem uma mensagem de que o resultado está em processo de auditoria e não conseguem visualizar as notas.

Segundo o Inep, são de candidatos que têm alguma pendência, que deixaram de apresentar algum documento ou informação à autarquia. Esses participantes, segundo o Inep, já foram acionados. O próprio candidato que receber a mensagem no site pode também entrar em contato pelo telefone 0800-616161.

ARTE_PARA_BLOG

Comentários (0)

40% dos brasileiros estão no endividados, diz pesquisa

Imprimir
PDF

Comprar por impulso é o terror dos endividados. Uma pesquisa revela que 40% dos brasileiros que não resistem às compras tentadoras no dia a dia estão no vermelho. Quem precisa de quatro celulares, duas filmadoras, oito livros do Harry Potter, sendo 2 repetidos? O Paulo comprou tudo isso e muito mais. "Falei ´vou comprar´ pra ver se eu consigo ler, para ter esse hábito de leitura. Não, eu não li nenhum", assume.

A falta de organização financeira e a compra por impulso são grandes vilões do bolso do brasileiro. De acordo com uma pesquisa feita pelo serviço de proteção ao crédito, o SPC, de todos que não resistem a uma comprinha tentadora, 40,1% estão com o nome sujo na praça.

banner_carloschagas

Comentários (0)

Inflação tem maior alta desde 2002

Imprimir
PDF

A inflação oficial encerrou 2015 no maior patamar em 13 anos, graças principalmente aos aumentos expressivos na energia elétrica, nos alimentos e nos combustíveis. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 10,67%, a taxa mais elevada desde 2002 (12,53%).

Diante do resultado, o Banco Central terá de explicar, em carta aberta, o porquê do fracasso em deixar a inflação no limite de 6,5% estabelecido na meta do governo, já considerando os dois pontos porcentuais de margem de erro.

Neste ano, é esperado novo estouro da meta, diante da pressão de alimentos, alguns preços administrados e serviços. Levantamento feito ontem pela Agência Estado mostra que economistas de consultorias e instituições financeiras projetam, na média, alta de 7% no IPCA neste ano.

Comentários (0)