Banner

Estadual

Deputado federal do RN quer prisão preventiva de Lula por incitação à violência

Imprimir
PDF

20191110215454Jw6nf7

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já causou polêmica logo nos seus primeiros discursos fora da cadeia. O petista deixou a prisão na última sexta-feira (08), após passar 580 dias detido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR). E, ao discursar para sua militância, disse que o povo brasileira deveria fazer como no Chile e atacar o governo.

"Declarações dos marginais do PT que acabaram de ser soltos, pela irresponsável decisão de seus 'ministros-defensores' do STF, abre caminho para que o Governo Bolsonaro aja para combater a incitação à violência cometida por eles. É o caso de prisão preventiva. Temos Comando!", disse o deputado federal general Girão Monteiro (PSL) em suas redes sociais.

O parlamentar acrescentou ainda, em outra postagem, que o fato se torna ainda mais grave "quando se trata de bandido aguardando o transitado em julgado"

Fonte: Portal Grande Ponto

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

Policiais chegam a entendimento com Governo e encerram Operação Zero

Imprimir
PDF

f13a94ce-06e2-4ce9-a7c7-c15b36174c94-750x422

Os policiais civis deliberaram, na tarde desta sexta-feira, 8, por encerrar a Operação Zero deflagrada no início da manhã. A categoria aceitou a última proposta apresentada pelo Governo do Estado durante reunião com o SINPOL-RN, no início da tarde.

Com a deliberação por encerrar a Operação Zero, as delegacias voltam ao funcionamento normal.

No início da tarde, o Governo apresentou ao SINPOL-RN uma proposta que vai atender ao pleito de reestruturação da carreira dos Agentes e Escrivães, aplicar as promoções que estão em atraso, bem como outros pontos da pauta de reivindicações.

A diretoria do sindicato levou a proposta para os policiais civis que estavam na Central de Flagrantes durante todo o dia. Em assembleia geral, a maioria decidiu aceitar.

A partir de agora, o SINPOL-RN e o Governo vão trabalhar na finalização da minuta de um Projeto de Lei para ser enviado à Assembleia Legislativa ainda neste mês de novembro.

Com informações do Agora RN

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

Agroamigo supera marca de R$ 2 bilhões aplicados em 2019

Imprimir
PDF

banco-do-nordeste_logo

O programa de microcrédito rural do Banco do Nordeste, o Agroamigo, acaba de superar a marca de R$ 2 bilhões em aplicações em 2019. Apenas este ano, foram contratadas mais de 400 mil operações com produtores beneficiados pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) na área de atuação da instituição, que inclui os nove estados nordestinos e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

No Rio Grande do Norte, onde o programa tem 15 unidades de atendimento e 55 agentes de microcrédito, foram aplicados R$ 111,8 milhões este ano, valor distribuído em 22 mil operações.

Criado há 14 anos, o Agroamigo beneficiou mais de 2 milhões de agricultores familiares, com volume de recursos superior a R$ 16,9 bilhões investidos na Região. Atualmente possui 1,2 milhão de clientes ativos, dos quais 70% residem no semiárido e 47% são mulheres. Do total de financiamentos liberados, 82% chegam até R$ 4 mil.

Os principais produtos oferecidos pelo programa são o Agroamigo Crescer, voltado para produtores rurais com renda bruta anual de até R$ 23 mil, dispondo de crédito de até R$ 5 mil e juros de 0,5% ao ano; e o Agroamigo Mais, que oferece crédito de até R$ 15 mil para agricultores com renda bruta anual entre R$ 23 mil e R$ 415 mil.

O Agroamigo financia, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), atividades geradoras de renda no campo ou em aglomerado urbano próximo, quer sejam agrícolas, pecuárias, ou outras atividades não agropecuárias no meio rural, como turismo, agroindústria, pesca, serviços e artesanato.

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

UFRN discute ações de cultura e arte no interior do RN

Imprimir
PDF

WhatsApp-Image-2019-11-07-at-09.05.37

A cultura e a arte ganharão um maior espaço de divulgação nas cidades de Currais Novos, Santa Cruz e Caicó em 2020. Essa é a proposta a ser discutida no Seminário de Arte e Cultura da UFRN que acontece, na próxima semana, nas três cidades do interior do Rio Grande do Norte (RN). No evento, será feito um diagnóstico e colhidas proposições culturais e artísticas a serem realizadas nessas localidades no próximo ano.

O Seminário acontece nos dias 11, 12 e 13 de novembro, promovido pela UFRN, por meio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e Núcleo de Arte e Cultura (NAC), e conta com o apoio da Fundação José Augusto (FJA), órgão ligado ao Governo do Estado do RN. Estão envolvidas na ação as Secretarias de Cultura e de Educação do Estado e municípios, fóruns de cultura das regiões visitadas e representantes dos campus do interior (Facisa, Ceres Caicó e Currais Novos).

Para a diretora do Núcleo de Arte e Cultura (NAC), Teodora Alves, a proposta é construir o calendário de ações para o interior com a participação dos agentes culturais, das pessoas envolvidas com arte e cultura no âmbito de cada campus da UFRN e da comunidade externa. "Nesse primeiro momento esperamos que todos participem e contribuam com as ideias, a partir de alguns eixos temáticos definidos, para que a gente possa construir um planejamento para 2020, sempre dialogando com a política de cultura da UFRN", destaca.

A primeira cidade a receber o Seminário será Santa Cruz, na segunda-feira, 11 de novembro. O encontro acontece no período da manhã, no Complexo Cultural Santá, e à tarde, no auditório da Faculdade de Ciências da Saúde (Facisa). No dia seguinte, a caravana visitará Currais Novos, com um encontro a ser realizado no Solar das Artes durante todo o dia. No dia 13, será a vez da cidade de Caicó, onde o Seminário acontece no Museu do Seridó, na parte da manhã, e a Casa de Cultura, à tarde.

O Seminário é organizado com debates de dois eixos diferentes, um voltado para as apresentações (espetáculos) e outro focado na formação, como realização de cursos e oficinas, construindo uma programação a curto e médio prazo. "A ideia que a programação seja definida para todo o ano de 2020, mas vai depender dos debates com as pessoas que vivem nas localidades. Elas sabem o que necessitam nas áreas de arte e cultura e as instituições vão verificar as possibilidades institucionais e orçamentárias para implementação das ações", ressalta Teodora.

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

Vencedores do festival de música da FMU serão revelados nesta quinta

Imprimir
PDF

Festival-FMU-2019-768x229

O Auditório da Escola de Música da UFRN recebe nesta quinta-feira, 7, a cerimônia de premiação do Festival de Música Potiguar 2019, idealizado pela FM Universitária. Durante o evento, serão revelados os sete vencedores desta edição.

Desde a criação do festival, em 2011, já passaram pelo concurso mais de mil composições inéditas. Para Luciana Salviano, produtora da FMU, a missão do festival é valorizar a música potiguar e abrir espaço para novos artistas e músicas, assim como homenagear artistas que fizeram parte da história da música potiguar.

Em cada edição, um personagem que faz parte da história musical do Estado é homenageado durante a cerimônia de premiação. Neste ano, o homenageado é o instrumentista Jubileu Filho, que iniciou sua carreira de músico profissional aos 11 de idade na banda Arco Iris de Currais Novos.

A banda Skarimbó é a responsável pela trilha sonora ao vivo, intercalando suas apresentações com a homenagem à Jubileu e a entrega dos prêmios. Serão reconhecidos os primeiros, segundos e terceiros colocados das duas categorias, letra e instrumental, além dos escolhidos por meio do voto popular. "Estamos animados. Esperamos um auditório lotado de pessoas apreciando a música potiguar", afirma Luciana Salviano com entusiasmo.

O evento vai ter transmissão ao vivo simultaneamente pela TV Universitária, canal 5.1, pela FM Universitária, na frequência 88.9, e pelas páginas oficiais do facebook de ambos os canais.

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)