Banner

Estadual

Grupo Vida fecha programação em comemoração ao Dia do Idoso com passeio em praia no Ceará

Imprimir
PDF

Grupo_Vida_fechou_programao_em_celebrao_ao_Dia_do_Idoso.Foto.Divulgao

Com uma extensa agenda comemorativa ao Dia do Idoso, ocorrido no dia 1 deste mês, desde as atividades que começaram com um café da manhã, seguido da primeira Amostra de Artesanato e por último neste sábado (26), coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, o Grupo Vida esteve realizando um passeio na Praia de Tremembé, localizada no município de Icapuí, litoral do estado do Ceará.

No passeio considerado de um momento para relaxamento e diversão dos idosos, o Prefeito de Felipe Guerra, Haroldo Ferreira, Vice-prefeito Salomão Gomes, secretária de Saúde, a primeira-dama Girlene Ferreira, secretária de Assistência Social, Fátima Motta, secretário de Esportes, Ducivan Fernandes e uma equipe da secretaria Municipal de Assistência Social estiveram acompanhando o desenvolvimento da programação festiva.

A programação foi realizada no Hotel Casa do Mar, tendo banhos nas piscinas, passeio e com o acompanhamento de uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde, composta de um enfermeiro e um técnico, acompanhados em uma ambulância para caso necessitasse ser realizado atendimentos aos idosos.

"Os idosos do grupo Vida viveram um dia mais do que especial por vários motivos, desde eles poderem estar celebrando a vida, viverem mais e melhor, além deles terem visitado uma praia pela primeira vez", informou a Secretária de Assistência Social, Fátima Motta.

Para ela todo o desenvolvimento dessa programação, desde o café da manhã, a primeira Amostra de Artesanato e o passeio deste sábado com os idosos somente é possível graças à dedicação, empenho e o irrestrito apoio do Prefeito Haroldo Ferreira de quem todos que fazem parte do Grupo Vida são agradecidos.

"Sempre tive um apreço pelo trabalho desenvolvido do Grupo Vida e por saber que estamos podendo proporcionar uma vida melhor aos idosos do município de Felipe Guerra, partindo do princípio de que quando estamos ofertando não é somente um passeio, mas sim uma oportunidade para eles de terem esse contato mais próximo da natureza", afirmou o gestor felipense Haroldo Ferreira.

O trabalho tem sido recompensador por ambas as partes, desde os idosos e por parte do Governo Municipal de Felipe Guerra quando vem trazendo resultados significativos para melhor sua qualidade de vida e consequentemente tendo excelentes resultados trazendo impactos positivos para a autoestima dos idosos do município de Felipe Guerra que são assistidos pelo Grupo Vida.

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

Campanha Ação Infância e Vida recebe doações até final do mês

Imprimir
PDF

Criana_auxiliada_por_instituio_de_apoio_1

Você ainda pode ajudar! Continua até o final deste mês a campanha Ação Infância e Vida promovida pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc) em parceria com o Banco do Brasil. A ação tem o intuito de mobilizar funcionários, clientes do BB e a sociedade em geral para apoiar as instituições que lutam pela visibilidade e, principalmente, pela cura do câncer infanto-juvenil em todo o País. A campanha se estende até o dia 31 de outubro, mas as doações também podem ser feitas após esse período.

A Ação Infância e Vida é considerada uma das mais importantes do Brasil para a divulgação de informações sobre o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil e a realização do diagnóstico. O objetivo desta ação é a arrecadação de recursos financeiros para fortalecer o sistema de apoio e assistência à criança e ao adolescente com câncer, formado pelas 50 filiadas da Coniacc. Entre essas filiadas, no estado Rio Grande do Norte estão: CACC - Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva – Natal; AAPCMR – Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região e o GACC - Grupo de Apoio à Criança com Câncer do RN – Natal.

Na última edição, realizada em 2018, a campanha arrecadou mais de meio milhão de reais, distribuídos entre a Coniacc e as filiadas para projetos voltados à melhoria da qualidade de vida das crianças e adolescentes assistidos. Confira mais detalhes da Ação no site bb.com.br/infanciaevida. Você pode doar em reais, pontos Livelo, Dotz e Pontos pra Sua Empresa.

Para transferir qualquer valor, utilize a conta da Coniacc no BB:

Banco: 001

Agência: 2870-3

C/C: 33000-0

CNPJ: 10.807.169/0001-01

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

UFRN e Idema planejam ações voltadas à presença de óleo no litoral potiguar

Imprimir
PDF

ufrn_logo

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Instituto de Defesa do Meio Ambiente (Idema) articulam ações conjuntas para solucionar os problemas decorrentes do aparecimento de óleo nas praias do litoral potiguar. As possibilidades de parcerias foram discutidas entre o pró-reitor de Extensão da UFRN, Aldo Aloisio Dantas da Silva, e o diretor do Idema, Leonlene Aguiar, em reunião na última quarta-feira, 23, na sede do Idema.

Além de avaliar o fornecimento de equipamentos necessários para manejo do óleo, a UFRN convidará professores interessados em auxiliar na capacitação de aproximadamente mil voluntários cadastrados pelo Idema. O Instituto também solicitou a realização de laudos geológicos, geofísicos, químicos e de outras áreas do conhecimento que viabilizem ao máximo o conhecimento das informações sobre a composição do óleo e os seus impactos na fauna marinha.

Esse trabalho já foi iniciado no Núcleo de Processamento Primário e Reuso de Água Produzida e Resíduos (NUPPRAR/UFRN), que tem elaborado laudos de balneabilidade e análises do solo em alguns pontos definidos pelo Idema. "Como existe o consenso entre especialistas de que a contaminação vai continuar durante um bom período, o monitoramento será mantido pela equipe", afirma Aldo Dantas, ao acrescentar que o Laboratório de Geotecnologias Aplicadas e Modelagem Costeira e Oceânica (GNOMO/UFRN) também realiza trabalho em parceria com o Idema.

De acordo com o pró-reitor, as atividades favorecem o cumprimento do compromisso social da UFRN. "Uma das nossas atribuições é contribuir para a resolução dos problemas da sociedade de um modo geral, o que também inclui questões ambientais. A UFRN tem o dever de fazer o possível para mitigar e resolver as situações diversas que envolvem a população", esclarece.

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

Ceará-Mirim registra terceiro incêndio florestal em menos de 15 dias

Imprimir
PDF

a9835f79-7004-48da-bac5-ca75ecb0ab69-750x515

O município de Ceará-Mirim, localizado na Região da Grande Natal, está acionando a Polícia Federal para abrir inquérito de investigação, no sentido de apurar as causas dos incêndios florestais que estão ocorrendo com frequência.

No final da tarde da quinta-feira, 24, Ceará-Mirim registrou mais um incêndio, o terceiro em menos de quinze dias, desta vez, às margens da BR-406, próximo ao Bairro Barretão, no sentido Natal/Taipu.

As chamas foram combatidas na sua totalidade por volta das 21h30, com a união dos agentes das Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Defesa Social (Defesa Civil), Guarda Municipal, Bombeiros Civis (Thiago Alves, Júnior Alves, Júnior Rufino, Aurélio Leão, Thiago Leandro, César Vilela, Dailton Fonseca e Miezia Amorim), e Bombeiros Militar, além de voluntários e carro-pipa cedido pela Prefeitura.

A medida foi tomada no início da semana pelo prefeito interino Ronaldo Venâncio, através dos órgãos ambientais do município, como forma de prevenção, e também para responsabilizar os responsáveis, no caso de crime ambiental.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Rivaldo Fernandes, a decisão do prefeito Ronaldo Venâncio deve-se ao aumento do número de incêndios florestais no município, que tem gerado danos à fauna e à flora, além de outros impactos.

"Este período do ano é mais propício ao surgimento de focos de incêndio, por causa da baixa umidade relativa do ar e aumento da intensidade dos ventos, mas não podemos descartar as causas criminosas", pontua o secretário.

Com informações do Agora RN

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)

Deputados destacam prejuízos com derramamento de óleo nas praias do RN

Imprimir
PDF

be3f29443e4e707404486c29faec6661

Um dos principais assuntos debatidos durante a sessão ordinária desta quarta-feira (23) na Assembleia Legislativa foram os prejuízos causados pelas manchas de óleo encontradas nas praias do Nordeste, em especial no Rio Grande do Norte.

O deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) se mostrou bastante preocupado com a situação econômica e de saúde pública em função do derramamento de óleo nas praias do Rio Grande do Norte, e considerou de interesse público, em virtude do grande número de pessoas atingidas pelo crime ambiental.

Segundo Vivaldo, vários setores e comunidades como turismo, saúde, ambulantes, nativos e pescadores, entre outros, já contabilizam prejuízos grandiosos. "Depois desse problema, não tem quem queira viajar para as praias do Nordeste. Não tem quem queira comer o peixe pescado nessas praias. Os ambulantes que vendem nas praias não estão tendo a quem vender. São mais de 150 mil pessoas, em dezenas de cidades, que estão sendo prejudicadas diretamente com esse problema, que não é só deles e sim de todo o povo brasileiro", discursou Vivaldo Costa.

Vivaldo Costa destacou que o problema, apesar de acontecer no Nordeste, é nacional e precisa da junção de forças de todos os governos e da sociedade civil organizada. "Precisa ser um trabalho articulado do governo do Estado, do governo Federal, Ministério Público, e de todos, porque o que estamos vendo é um trabalho feito por poucos e ainda ineficiente", criticou.

Ainda em seu discurso informando que, de acordo com a coluna da Tribuna do Norte, do jornalista Cassiano Arruda, o presidente da República em exercício, Hamilton Mourão, destacou cinco mil homens do exército para o trabalho de contenção e limpeza das manchas de óleo nas praias do Nordeste.

Finalizando seu discurso, Vivaldo Costa, mudou de assunto para destacar a necessidade de se combater também o mosquito Aedes Aegypti, que tem vitimado milhares de pessoas com a doença chikungunya.

Por sua vez, o deputado Sandro Pimentel (Psol) criticou o governo Federal pela falta de celeridade em combater as manchas de óleo que estão avançando nas praias do Nordeste. O parlamentar disse que o governo Jair Bolsonaro passou mais de 50 dias para tomar "uma única providência".

"O Nordeste historicamente tem sido discriminado, por todos os governos, independentemente da bandeira. É visto com um olhar diferenciado, não o olhar que o povo nordestino merece e precisa e o atual presidente já começou o mandato fazendo piada com o nordestino, me parece que não conhece a história de bravura do povo nordestino", criticou o parlamentar.

Sandro afirmou que o plano anunciado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, do Exército contribuir com a limpeza das praias, auxiliando a retirar o óleo, surgiu mais de 50 dias depois do problema ter emergido e não irá resolver. "É muito pouco, isso não é quase nada para o governo Federal", lamentou Sandro.

O parlamentar afirmou que presta solidariedade a todas as ONGs e pessoas das próprias comunidades que vem atuando voluntariamente, deixando suas casas para fazer um trabalho que não é de sua responsabilidade. "Se fosse um problema no Sudeste não sabemos se seria nesse mesmo ritmo a ajuda do governo, espero que seja célere e comece a fazer urgentemente o seu papel", disse Sandro, que questionou também em qual tempo haverá o ressarcimento às prefeituras pelos custos que estão tendo na ação de remoção do óleo.

Por último a deputada Isolda Dantas (PT) também criticou a lentidão nas ações do governo federal para conter o derramamento de óleo. Isolda disse que não há confirmação de que seja oriundo da Venezuela e ainda que fosse "isso não exime o governo".

A deputada disse que o que é preciso fazer, é primeiro compreender o problema e construir ações para salvar o litoral nordestino. "Aqui temos mais de 40 praias atingidas pela mancha de óleo e antes do governo querer culpar a Venezuela, deveria ter uma ação imediata de proteção às nossas praias", disse.

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)