Banner
04
Dez

Escola de Música da UFRN recebe Recital Isadora & Oriano neste mês

Imprimir
PDF

Recital_Isadora__Oriano_-_Projeto_Isadora_Rezende

A Escola de Música da UFRN recebe nos dias 18 e 19 de dezembro, a partir das 19h, o Recital Isadora & Oriano, com a pianista Isadora Rezende e também o lançamento do documentário "Quando as Nuvens Eram Nossas", de autoria do cineasta Carito Cavalcanti. Serão duas noites em homenagem ao pianista Oriano de Almeida, que prometem emocionar o público. A entrada gratuita e os ingressos podem ser retirados uma hora antes do início de cada apresentação.

O Projeto Isadora Rezende conta com o patrocínio do Programa Djalma Maranhão e do CEI Romualdo Galvão. O homenageado da noite, o pianista Oriano de Almeida nasceu em Belém, mas veio ainda criança pra Natal em 1930, quando começou a estudar piano com seu tio, o maestro Waldemar de Almeida, e desde cedo demonstrou sua destreza ao instrumento. Foi um pianista que ficou conhecido em todo o Brasil, tocou em alguns dos maiores palcos do mundo, e ganhou muitos prêmios fazendo o que mais amava: tocar piano. Além de pianista, Oriano também foi compositor, que cantou suas memórias e seus afetos, em obra que reflete sua memória afetiva, suas alegrias e sua terra. Ao longo dos anos, tornou-se uma figura importante no desenvolvimento da música e das atividades artísticas e culturais do Rio Grande do Norte. A jovem pianista Isadora descobriu e se apaixonou pelo feito de Oriano quando ainda tinha 10 anos de idade.

Lançamento do documentário "Quando as Nuvens Eram Nossas"

"Quando As Nuvens Eram Nossas" é um documentário sobre o pianista Oriano de Almeida, com direção, roteiro e fotografia de Carito Cavalcanti (Praieira Filmes). O filme é um curta-metragem (23 minutos) que traz recortes da vida e obra do artista, através de depoimentos de pessoas relacionadas a ele, como o historiador Claudio Galvão que escreveu um livro sobre Oriano intitulado "O Céu Era o Limite".

O documentário faz um resgate da memória biográfica de Oriano e busca transcender ao que está escrito em livros, valorizando a tradição oral, trazendo também muitas imagens de arquivo. Além do historiador Claudio Galvão, o filme tem ainda a participação de Diógenes da Cunha Lima (advogado, poeta e presidente da Academia Norte Rio-Grandense de Letras), Marluze Romano (pianista e aluna de Oriano), Luiza Maria Dantas (pianista e aluna de Oriano), Danilo Guanais (músico, compositor e professor da EMUFRN), Guilherme Rodrigues (pianista e professor da EMUFRN), e a participação especial da jovem pianista Isadora Rezende que conduz as entrevistas. O filme também faz um paralelo entre Oriano e Isadora. Durante vários meses o cineasta Carito Cavalcanti acompanhou Isadora Rezende nessa busca sobre a história de Oriano de Almeida, cuja pesquisa foi coordenada por Fernanda Ferreira - mãe de Isadora e produtora do "Projeto Isadora Rezende". O filme é mais uma ação do "Projeto Isadora Rezende" que também promove o recital "Isadora e Oriano".

Banner_Queijeira_1950x300

Comentários (0)